O legado de Game of Thrones

O legado de Game of Thrones

Como a maior série televisiva de todos os tempos pode influenciar a sua carreira e lhe ajudar a se destacar no mercado de trabalho

Você pode não ter assistido, mas certamente já ouviu falar em Game of Thrones. A saga pelo trono de ferro produzida pela HBO foi baseada na épica série de livros de fantasia “As crônicas de Gelo e Fogo”, criada pelo escritor George R.R.Martin. A versão televisiva estreou em 2011 e, após 8 temporadas e 73 episódios, chegou ao fim em abril deste ano, com um recorde impressionante: tornou-se a série mais vista da história da HBO.

A história de GoT gira em torno de três acontecimentos: a briga entre famílias para controlar os Sete Reinos; o desejo da jovem Daenerys Targaryen de retornar a Westeros para reivindicar o trono; e a ameaça da invasão de seres sobrenaturais liderados pelos Caminhantes Brancos. Em vários momentos, as três histórias se entrelaçam, garantindo a tônica ideal para prender a atenção do público.

Para o mestre em Administração e fã declarado de GoT, Alexandre Viegas, a série conquistou tamanha audiência pela emoção. A cada nova temporada, o público era surpreendido com mortes de protagonistas, clima de tensão, suspense, drama, terror e medo. “Game of Thrones surfou na onda da expectativa: a cada temporada, a série surpreendia os fãs com acontecimentos que deixavam as pessoas em choque. Esse choque foi o segredo”, explica o professor da Unisinos.

Além dos elogios, o professor também tem críticas. Assim como milhares de fãs, ele não ficou satisfeito com o desfecho da trama. “Esperava um final grandioso e que fizesse jus ao passado da série, sem falar que o último episódio não surpreendeu da mesma forma que em outras temporadas. A sensação que ficou foi a de muitas pontas soltas. Como fã, fiz de conta que o último episódio não existiu e voltei para os livros”, revela.

 

Confira matéria na íntegra na RBA 130.

Acesse: https://online.flippingbook.com/view/1003310/46/

Fechar Menu