Sistema CFA/GESAE é apresentado em Sergipe

Sistema CFA/GESAE é apresentado em Sergipe

Trabalhando sempre em prol da eficiência da gestão,  dirigentes do CFA se reuniram na semana passada com dirigentes da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), para apresentar o Sistema CFA de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos (CFA-Gesae).

A reunião foi realizada na Deso, em Aracaju, com a presença do diretor-presidente, Carlos Melo, do presidente do CFA, Wagner Siqueira, Sidney Vasconcelos, presidente do Conselho Regional de Administração de Sergipe, além de representantes do Sistema CFA/CRAs. O projeto foi apresentado pelo superintendente do CFA, Adm. Douglas Evangelista Neto, que considera o Gesae um facilitador: “o sistema acende uma luz para o gestor baseado nos indicadores. Se ele olhar e perceber que algo não está dentro da normalidade, será mais fácil encontrar uma solução”, afirmou.

A regulação da área de água e esgoto é, acima de tudo, técnica. Por isso, o Gesae, desenvolvido em parceria com a Ecotrade, empresa de consultoria focada no desenvolvimento e implantação de mecanismos de Governança Corporativa e Gestão Estratégica, trabalha com 70 indicadores.

Para Carlos Melo, diretor-presidente da Deso, o sistema é bastante relevante. “É muito bom. Acredito que terá grande utilidade para as companhias. Algumas como a nossa, já possuem ferramentas similares, mas menos complexas. Esse sistema vem a avançar e por isso firmamos parceria para que seja apresentado ao corpo gerencial da Deso. Acredito que, com o Conselho Federal de Administração entrando na causa do saneamento, teremos muitas contribuições e, assim, poderemos avançar cada vez mais em melhoria de gestão das empresas no Brasil”, disse.

O presidente do CFA explicou que os administradores têm muito a contribuir com a gestão pública nos municípios. “É uma experiência riquíssima poder apresentar pela primeira vez um programa que estamos desenvolvendo, cujo objetivo fundamental é: (apresentar) o papel, as funções e as contribuições que o profissional de Administração pode dar ao processo de melhorias e desenvolvimentos da gestão de água e esgotos”, afirmou, Wagner Siqueira.

Assessoria de Comunicação CFA

Deixe uma resposta

Fechar Menu