Gestão no enfrentamento à pandemia é ineficaz em todo o país

Gestão no enfrentamento à pandemia é ineficaz em todo o país

Dois meses após aplicação da primeira dose de vacina, Brasil ainda não vacinou nem 5% de sua população

O Brasil completou no dia 17 de março dois meses da campanha de vacinação contra o novo coronavírus. Até aquela data, menos de 5% da população recebeu ao menos uma dose do imunizante, muito atrás proporcionalmente de países como Israel, Estados Unidos, Emirados Árabes e Reino Unido.

Nos últimos meses, o combate à pandemia escancarou a ineficiência da gestão em todo país. Desde a esfera federal, até os estados e municípios, falharam repetidamente na atuação contra a proliferação da doença, na habilitação dos leitos de UTI, gestão ineficaz de pessoal técnico e especializado, falta de treinamento adequado das equipes e, mais recentemente, na logística para distribuição de insumos, como o episódio de falta de oxigênio na cidade de Manaus.

Em níveis maiores ou menores, de acordo com a realidade de cada localidade, houve falhas de organização, planejamento e execução que custaram vidas de mais de 280 mil brasileiros. Mais do que nunca, com a crise causada pela Covid-19, constatou-se a urgência de uma gestão profissional nas organizações, sejam elas públicas ou privadas.

“O Brasil precisa de gestão! Um país com mais de 200 milhões de habitantes, sendo uma das 20 maiores economias mundiais, não pode sofrer tanto pela falta de planejamento em diversos setores da Administração pública. A utilização de ferramentas de gestão, como o Planejamento Estratégico, em que se apontam os pontos fortes e fracos dos processos, precisam ser os primeiros passos aplicados por todo gestor no gerenciamento de uma grande crise”, destaca o presidente do CRA-SC, Djalma Henrique Hack.

O grande desafio posto para a nação em 2021, será vacinar ao menos 75% de sua população. O resultado passará, invariavelmente, pela boa gestão dos recursos, planejamento adequado, e uma logística impecável para que não haja desperdícios ou falta de insumos, como seringas e agulhas. “É inadmissível, para qualquer país minimamente organizado, deixar de vacinar uma pessoa sequer, por erros básicos de aplicação e gerenciamento de recursos públicos”, avalia o presidente.

O Brasil precisa de Administradores! Os profissionais da Administração são aptos a liderar pessoas, estruturar processos gerenciais e controlar recursos, tendo o planejamento como principal atribuição. “O Sistema CFA/CRAs tem todas as condições de auxiliar gestores públicos neste momento. Estamos à disposição para contribuir com a sociedade catarinense e brasileira, na superação de suas dificuldades, pois contamos com profissionais registrados de alta competência”, completa Hack.

Fonte: CRA-SC