CFA participa de reunião na OIT e na ONU

CFA participa de reunião na OIT e na ONU

A nova gestão do Conselho Federal de Administração (CFA) está dedicada a executar todas as propostas do plano de trabalho. Uma delas é retomar a parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização das Nações Unidades (ONU) para dar continuidade às ações em prol do Trabalho Decente.

Para tanto, a Comissão Especial de Assessoramento Técnico na área Internacional do CFA reuniu-se hoje, 9, com a Oficial Técnica em Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho da OIT, Thaís Dumêt, e com a Assessora de Direitos Humanos da ONU no Brasil, Ângela Pires Terto. De acordo com um dos membros da Comissão, o Administrador Valter Lemos, a missão é retomar os trabalhos relacionados ao Curso de Capacitação e Formação de Multiplicadores do Trabalho Decente e Responsabilidade Social realizado pela autarquia em 2014. “A proposta é implementar algumas coisas que não terminamos na época”, explicou.

Na época, cerca de 40 Administradores participaram do curso promovido pelo CFA. Todos eles foram capacitados nos temas relacionados aos direitos humanos e promoção do trabalho decente, desenvolvendo suas habilidades para utilizar os instrumentos e mecanismos das Convenções da OIT e normas internacionais das Nações Unidas em termos de trabalho decente e direitos humanos no mundo do trabalho.

Para Thaís, a proposta é reunir o grupo que participou do curso. “É interessante que eles participem do processo de construção das estratégias de multiplicação do conteúdo que foi oferecido na capacitação”, disse.

Todos os participantes do curso receberão uma publicação que reunirá todas as palestras que foram apresentadas no evento. “Esse material servirá de apoio para que cada um deles se torne multiplicador do Trabalho Decente em seus estados”, justificou o outro membro da Comissão, Adm. Rogério Bohn, lembrando que há a expectativa de realizar uma segunda edição do curso.

A Assessora de Direitos Humanos da ONU no Brasil, Ângela Terto, garante maior apoio na realização de um novo curso. “A ideia é, havendo um novo processo de formação, contar com nossos profissionais para poder ministrar os diversos temas que estão dentro do mandato da ONU”, afirmou.

Pacto Global – O CFA é signatário do Pacto Global desde 2008. Desde então, a autarquia realiza ações e práticas para promover valores fundamentais nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Nesse sentido, a autarquia, por meio da Câmara de Relações Internacionais e Eventos (CRIE), promoveu alguns eventos em parceria com a OIT, a ONU Brasil e os CRAs. Além disso, o CFA participou  de inúmeras reuniões do Grupo de Trabalho de Direitos Humanos no Escritório do Pacto Global da ONU de São Paulo para tratar de diversos assuntos sobre trabalho decente.

Assessoria de Comunicação CFA

Deixe uma resposta

Fechar Menu