[ CFA ] Modelos suecos de gestão e liderança são destaques no Ideia.ADM

[ CFA ] Modelos suecos de gestão e liderança são destaques no Ideia.ADM

A sede do Conselho Regional de Administração de SC recebeu nesta quarta-feira, 28 de junho, mais uma edição do projeto Ideia.ADM. O tema em destaque foi “Missão Suécia – Resultados e Oportunidades para Administradores” apresentado pelo presidente do CRA-SC, Adm. Evandro Fortunato Linhares, com os painelistas Adm. Eduardo Bridi, idealizador da Missão; Adm. Miguel Rivero Neto, realizador; Adm. João Alfredo Campos Júnior, coordenador executivo da Câmara de Administração Privada; Adm. Dra. Neusa Bastos, conselheira do CRA-SP, Carlos Alberto Kita Xavier, presidente do CREA-SC, Eng. Roberta dos Anjos, diretora financeira do CREA-SC e Eng. Alexandre Trevisan, diretor CREA-SC, que estiveram no país europeu.

Durante o evento foi apresentado um resumo dos trabalhos e os resultados obtidos da missão técnica em que Administradores catarinenses visitaram o país europeu, no mês de maio. O idealizador da Missão, Adm. Eduardo Bridi, falou sobre os conhecimentos obtidos no país europeu, “quando realizamos o Conexão Suécia, sabíamos que precisávamos ir à Europa conhecer de perto o modelo apresentado pelos palestrantes. Vivendo a experiência na Missão abrimos às portas para desenvolver um relacionamento entre os países e os empresários, que irá refletir em futuras parcerias que beneficiarão toda sociedade catarinense”.

O presidente do CRA-SC, Adm. Evandro Fortunato Linhares, foi o mediador do debate e destacou as experiências vividas em solo europeu, com ênfase nas ferramentas de gestão apresentadas pelos suecos, “a gestão no país é pensada em conjunto no tripé: ensino, empresas e governo. Os suecos trabalham com pouca hierarquia de comando e tem a tradição de envolver as pessoas nos processos gerenciais. As companhias tem capacidade de resiliência, ou seja, reinventam-se a todo momento para se adaptar a novos tempos”.

O coordenador executivo da Câmara de Administração Privada, Adm. João Alfredo Campos Júnior, também avaliou o modelo de gestão e ressaltou o modo como os nórdicos lidam com as companhias, “as empresas são inseridas em um contexto social e fazem parte do dia a dia dos trabalhadores, não são montadas apenas para render lucros aos proprietários. O planejamento também chama atenção, as marcas são feitas para durar e não crescem desgovernadamente, gerando receitas a longo prazo”.

Durante a missão, foram assinadas 3 cartas de intenções que serão o legado da viagem aos catarinenses que conheceram processos de inovação e gestão em 4 cidades suecas. O primeiro acordo foi voltado à área da educação, o objetivo é facilitar o intercâmbio de estudantes para possibilitar o acesso à uma das instituições mais conceituadas da Suécia, gerando uma parceria para estimular o avanço do conhecimento. “A formação educacional do país serve como exemplo para nós. Os suecos são preparados para fazer gestões sustentáveis e voltadas à inovação. O convênio com a Universidade de Jönköping foi um dos pontos altos da Missão, com ele poderemos fazer uma ponte entre os estudantes brasileiros e o ensino sueco”, exaltou a Adm. Dra. Neusa Bastos, conselheira do CRA-SP.

Outra inciativa foi a assinatura de um protocolo de intenções de parceria internacional entre a CEO do Borås Waste Recovery, Jessica Magnusson, com o presidente do CRA-SC e com o idealizador do Missão Suécia, Adm. Eduardo Bridi, para instalação do modelo sueco de reciclagem de lixo em Santa Catarina. “Em Borås quase 100% dos resíduos são reutilizados pelas usinas locais. Uma visita técnica está programada com os suecos no segundo semestre deste ano para que um projeto piloto seja iniciado em um município catarinense”, confirmou a Eng. Roberta dos Anjos, diretora financeira do CREA-SC.

Por fim, foi firmado o compromisso para a realização da Rodada de Negócios em Inovação. A carta de intenções prevê a construção de uma parceria voltada à interação entre empresários de Santa Catarina com empresários do país nórdico na área de inovação voltada à startups e empresas inovadoras. “Essas parcerias vão engrandecer muito nosso estado nos próximos anos. Buscaremos importar o modelo de liderança sueco que é focado em pouca hierarquia e trabalhos a longo prazo, eles arriscam pouco nos negócios, porém trabalham com uma margem menor de erro”, finalizou o realizador da Missão, Adm. Miguel Rivero Neto.

A Missão Suécia foi um desdobramento do Conexão Suécia, que terá sua segunda edição no final de novembro em Florianópolis. O tema central abordará os desafios da Inovação. Confira o vídeo oficial da Missão 2017: https://www.youtube.com/watch?v=M783e4Qsnpo&feature=youtu.be

Fechar Menu