[ CFA ] Cobrança sem registro é assunto da próxima reunião do Conselhão

[ CFA ] Cobrança sem registro é assunto da próxima reunião do Conselhão

O Fórum dos Conselhos Federais de Profissões Regulamentadas – Conselhão realizará, no dia 27 de abril, reunião extraordinária. O evento terá a presença do presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Adm. Wagner Siqueira.

Um dos temas que o presidente Wagner esperar discutir na reunião é a cobrança sem registro. Ele já solicitou ao coordenador do Conselhão, José Augusto Viana Neto, para que inclua o assunto na pauta do encontro.

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) anunciou, em 2015, o fim da oferta do produto cobrança sem registro, de modo que os novos contratos de cobrança com a rede bancária somente serão feitos por meio de cobrança registrada.

A mudança era para começar a vigorar no início deste ano, mas foi adiada e será implementada nas instituições aos poucos, de acordo com cronograma divulgado pela Febraban. O CFA é contrário a tal medida, pois entende que ela vai onerar o orçamento, já limitado, do Sistema CFA/CRAs.

Para se ter ideia do impacto que a cobrança registrada trará ao Sistema, cada boleto emitido e registrado no banco terá o custo de cerca de R$ 1,20. Com isso, os CRAs, juntos, pagariam aos bancos algo em torno de R$ 540 mil. “O sistema bancário receberia, de mão beijada, um valor muito alto e mais um tanto a cada recobrança emitida ao longo do ano. Isso é uma subtração indevida!”, explica Wagner Siqueira.

O presidente do CFA espera que o tema ganhe espaço na pauta do Conselhão. A proposta é sensibilizar os demais conselhos para que, juntos, possam adotar medidas com vistas à manutenção dos convênios na modalidade “cobrança sem registro”.

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Imprensa CFA

Deixe uma resposta

Fechar Menu