Torne-se um revolucionário

Torne-se um revolucionário

Mediada pelo conselheiro federal do CRA-SC, Ildemar Cassias Pereira, a primeira palestra do Enbra, “O que se espera da Quarta Revolução Industrial: Torne-se um Revolucionário”, foi ministrada por Ronaldo Fragoso, especialista em Sistemas Integrados de Informações. Com mais de 25 anos de experiência em Consultoria Empresarial, é líder de Desenvolvimento de Mercado no Brasil desde 2017.

Ele falou sobre as novas relações que são estabelecidas a partir da Quarta Revolução Industrial, que afeta toda a sociedade. Falou também sobre as qualidades do profissional do futuro e afirmou que o impacto oriundo dessa entrada de novos serviços e produtos ainda não é passível de mensuração.

A transformação da empresa também vai nos transformar e precisamos estar preparados, com bons administradores, para isso. Muitos especialistas dizem que vai haver um problema social de desemprego em massa, mas eu sou mais otimista e penso que a Revolução 4.0 vai trazer muitos benefícios. Temos que saber nos movimentar para esse novo processo”, ponderou.

Fragoso lembrou que a tecnologia é o meio de transformação e que a evolução só tem sido possível porque os avanços tecnológicos a acompanharam. “No Brasil, a mudança deve demorar um pouco mais para acontecer, porque a legislação é antiga. Mas já é preciso ir treinando as pessoas para a revolução que virá. É muito importante que o investimento público ande junto com o privado. Uber e Waze, por exemplo, só funcionam porque a tecnologia chega e funciona naquele lugar que você está, porque nenhuma empresa faria um investimento desse sozinho”, disse.

Ao fazer uma análise do convívio entre o homem e a máquina, da disrupção nos processos de negócios e nas competências para o trabalho, citou uma pesquisa que entrevistou cerca de 1.600 executivos em todo o mundo sobre o impacto da Indústria 4.0. Somente um terço dos executivos se dizem preparados para a mudança e 14% deles consideram suas empresas prontas para as transformações. Segundo o palestrante, isso mostra um campo imenso de oportunidade para o profissional de Administração ou Gestão participar desse processo de adaptação. “A gente vai viver um novo momento”, finalizou.

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu