Teletrabalho no serviço público: a experiência da CGU

Teletrabalho no serviço público: a experiência da CGU

Equilibrar a vida profissional com a pessoal é sempre um desafio. Para muitas pessoas, o home office é ideal, para outras, nem tanto.  Mas uma coisa é fato: o teletrabalho é uma realidade que veio para ficar no serviço público brasileiro. Diversos órgãos estão implementando esse modelo para permitir que servidores de algumas áreas possam executar suas tarefas fora do ambiente de trabalho.

No ADM Entrevista desta quarta-feira (19), a auditora federal de Finanças e Controle da Controladoria Geral da União (CGU), Priscila Escórcio de França Diniz, vai conversar sobre o assunto com a jornalista Elisa Ventura.

Na prática, o servidor é liberado para trabalhar de casa, desde que entregue uma determinada demanda combinada com o supervisor, e dentro do prazo predefinido. É da CGU um dos melhores cases de teletrabalho no Governo Federal da atualidade. O Projeto de Evolução do Programa de Gestão de Demandas (PGD) da CGU foi um dos vencedores do Concurso Inovação da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em 2019.

A entrevista será ao vivo, no dia 19, às 10h30, no horário de Brasília.  Você pode participar e enviar as suas dúvidas ou comentários pelas redes sociais do Conselho (@cfaadm) ou pelo Whatsapp, no número (61) 99926-0731.

Já coloque na agenda e não perca!

Assessoria de Comunicação CFA