Representatividade indígena na educação superior 

Representatividade indígena na educação superior 

Tema é destaque em série da Rádio ADM

A rádio online do Conselho Federal de Administração (CFA) produziu uma série com cinco episódios sobre os “Indígenas na educação superior” – que revela a importância do acesso ao conhecimento a partir das experiências dos estudantes e profissionais indígenas formados em universidades públicas do país.

 A série apresenta histórias como a de Danila Feroye, que deixou a comunidade onde nasceu para estudar Administração em Parintins, no Amazonas, com a intenção de levar mais qualidade de vida ao seu povo. Apesar de cada narrativa ter sua singularidade, as preocupações dos personagens são parecidas e demonstram a importância de políticas públicas sobre o tema.

Dificuldades

A conquista de entrar em uma universidade pública é carregada de desafios e responsabilidades, a começar pelas dificuldades de ingresso, pois a maioria dos estudantes vivem em aldeias, onde o ensino básico, muitas vezes, é precário.

Quando conseguem ingressar em uma universidade, esses estudantes abandonam suas comunidades com o sonho do regresso. Mas assumir o compromisso de devolver ao seu povo todo conhecimento adquirido na universidade tem um preço, inclusive, financeiro. Longe da família, da cultura e dos costumes, eles precisam lidar com outra realidade social que os torna dependentes de políticas e ações de incentivo à permanência de diferentes etnias nas IES. Nesta fusão entre universidades e comunidades indígenas, há, ainda, as barreiras linguísticas e culturais que, muitas vezes, geram preconceito e discriminação.

Série

A série mostra, ainda, como a diversidade de etnias pode enriquecer o ambiente acadêmico com a presença dos estudantes indígenas que trazem contribuições a projetos, pesquisas e trabalhos científicos.  

 Confira os detalhes dessa série especial produzida pela da Rádio ADM em soundcloud.com/cfaadm. Para ouvir agora, clique aqui

Assessoria de Comunicação 

Fechar Menu