Governo do Alagoas estuda implantar IGM

Governo do Alagoas estuda implantar IGM

A reunião foi realizada no início de outubro, 3, no Girassol Plaza Hotel, em Palmas, no Tocantins. Na ocasião, o diretor da Câmara de Gestão Pública, Fábio Mendes Macêdo, a vice-diretora da CGP, Ivany Rosa de Oliveira, o conselheiro federal suplente por Alagoas e presidente do Instituto de Previdência do estado, José Ediberto Omena e o coordenador da CGP, Rodrigo Neves Moura, falaram sobre a parceria com o Governo de Alagoas. A intenção é criar um modelo de Governança Municipal, a partir da utilização do Índice de Governança Municipal, IGM.

Fábio reforçou o êxito alcançado no Workshop de Gestão Pública, ocorrido em setembro, em Alagoas, no qual Omena pôde conhecer e participar dos trabalhos desenvolvidos sobre o IGM.

 Na ocasião, também estiveram presentes prefeitos e conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas. O presidente do TCE, Otávio Lessa, também participou e, segundo o conselheiro suplente do estado, manifestou interesse em estabelecer uma parceria com o Conselho Regional de Administração.

 Em conversas anteriores, estabeleceu-se o início do acordo por meio de um programa de trainee para profissionais de Administração no Tribunal, que deverá ser realizado entre TCE, CRA, CFA, Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e a Associação dos Municípios de Alagoas (AMA). O objetivo é inserir, como agentes integradores, os profissionais capacitados no Workshop de Gestão Pública.

Segundo Fábio, o estado analisa os municípios de forma fragmentada, como um quebra-cabeça que é embaralhado, com peças que somem e depois precisam ser organizadas para formar a mesma imagem integrada. Isso, ainda de acordo com o gestor, gera problemas de duplicidade, sobreposição, erro na alimentação, atualização e uso das informações, contribuindo para políticas públicas ineficientes, o que evidencia a importância da parceria com o Sistema CFA/CRAs.

 Assessoria de Comunicação CFA

 

Fechar Menu