Representantes da América Latina falam sobre liderança no XVI FIA

Representantes da América Latina falam sobre liderança no XVI FIA

Representantes da Argentina, Peru, Paraguai, Brasil e Bolívia participaram do painel sobre liderança durante o segundo dia o XVI Fórum Internacional de Administração (FIA). O evento, promovido pelo CRA-TO e o CRA-DF em parceria com o CFA, acontece em Palmas-TO, de 1º a 3 de outubro.

O administrador Elberth Hernan Samalvides, do Peru, deu início ao debate comentando a palestra do vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Para ele, o trabalho do líder é ser exemplo. “Podemos falar bem, mas precisamos apresentar resultados”, disse. Elberth falou, ainda, o que é preciso para ser um bom líder: saber adaptar-se a mudanças, antecipar-se a elas e saber empreender e ter iniciativa. “Uma ameaça, para muitos, é vista como oportunidade”, pontuou.

Em seguida, o presidente do Colégio de Administradores do Paraguai, Daniel Gustavo Colman Ramirez, deu continuidade ao debate sobre liderança. Ele também falou das mudanças que estão acontecendo no mundo, citando a evolução dos celulares como exemplo. Para ele, o líder tem que reaprender o tempo todo para viver essas transformações sem ser engolido pelo mercado. “Um líder guia o time a um sonho compartilhado”, finalizou o palestrante.

A vice-presidente do Colégio de Administradores de Empresas da Bolívia, Luz Daniela Rios Molina, comentou sobre liderança no contexto tecnológico. “Precisamos entender se somos líderes ou não”, questionou a painelista. Para ela, a transformação é dinâmica e a mudança digital chegará com a transformação cultural e emocional. “Os líderes devem ter um pensando orientado para a mudança cultural da empresa”, disse, ratificando o que os conferencistas anteriores disseram: “É preciso se adaptar as mudanças. Temos que aprender a desaprender”, falou.

Liderança e cooperativismo foi tema que norteou a fala do vice-presidente da Associação Salvadorenha de Profissionais de Administração, Carlos Balmore Santos. Um dos pontos destacados por ele foram os avanços na comunicação. “É preciso mudar. Precisamos aprender a ouvir nossos funcionários e clientes. O líder precisa ter esse tipo de competência”, avisou o administrador.

Ele também falou que é preciso trabalhar em equipe. “Um bom líder não faz as coisas sozinhos. Ele se arrodeia dos melhores”, pontuou. Carlos continuou sua fala sobre a importância do modelo econômico do cooperativismo. “Nesse sistema defendemos o interesse comum”, garantiu o conferencista. Para encerrar, ele citou uma célebre frase de Steve Jobs: “A inovação distingue entre um líder e um seguidor. Inovação não tem limites. O único limite é a imaginação. É hora de você começar a pensar fora da caixa”.

O painel foi moderado pelo administrador, especialista em administração financeira. Presidente da Organização Latino-americana de Administração – OLA, Héctor Félix Stoppini. Ao encerrar o debate, ele agradeceu a participação de todos.

Para assistir o painel sobre liderança é só acessar www.cfaplay.org.br.

 

Assessoria de Comunicação CFA

 

 

 

Fechar Menu