Projeto CRA-SP Educa já reúne mais de 8 mil usuários

Projeto CRA-SP Educa já reúne mais de 8 mil usuários

O projeto CRA-SP Educa, plataforma de educação a distância desenvolvida pelo Conselho Regional de Administração de São Paulo, já atraiu mais de 8 mil usuários, interessados nos mais de 1.100 cursos disponíveis. Até o início do mês de junho, o projeto já contava com 16 Instituições parceiras: Aliança Brasileira pela Educação, C6Bank, Escola Nacional de Administração Pública – ENAP, Universidade Estácio de Sá, Escola Virtual de Cidadania, Fundação Bradesco, Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Fundação Getulio Vargas – FGV, Fundação Instituto de Administração – FIA, Centro Universitário FMU, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, FECAP, Instituto Febraban de Educação, Senac, Senai e Universidade Virtual do Estado de São Paulo – UNIVESP. Outras 31 Instituições, sete delas internacionais, já possuíam tratativas para formalização da parceria.

O projeto visa a auxiliar no desenvolvimento de profissionais e estudantes por meio da realização da cursos de várias áreas e com conteúdos em sintonia com as mais atualizadas práticas do mercado de trabalho. Para ter acesso aos conteúdos, basta entrar o portal do CRA-SP, acessar o espaço da plataforma, selecionar a Instituição e verificar os cursos disponíveis.

Atual momento
Em um cenário no qual o desenvolvimento de habilidades é essencial e, diante da pandemia causada pelo novo coronavírus, que impulsionou a prática do EaD por todo o mundo, o projeto do CRA-SP tem papel fundamental ao fomentar a capacitação pessoal, colaborando para o crescimento profissional, a gestão das organizações e a Administração do país como um todo.

Apoio de outros regionais
Diante do sucesso do projeto e dos benefícios que ele traz para toda a comunidade de Administração no país, o CRA-SP Educa tem sido apoiado e compartilhado por outros 14 regionais do Sistema CFA/CRAs: Acre, Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul e Tocantins.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: CRA-SP