Presidente do CFA recebe ‘Moção de Aplausos’ em MT

Presidente do CFA recebe ‘Moção de Aplausos’ em MT

Homenagem reconhece esforços em prol da profissão

O presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Mauro Kreuz, foi homenageado nesta segunda-feira (25/11), na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso. A sessão teve como objetivo celebrar os 54 anos de regulamentação da profissão de administrador, os 29 anos da existência do CRA-MT e os 45 anos da instalação do curso de Administração, na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).

O evento, denominado ‘Moção de Aplausos’ foi organizado mediante requerimento do deputado estadual Eduardo Botelho. Segundo o parlamentar, a homenagem aconteceu em virtude dos esforços em prol da carreira e do curso de Administração ter contribuído para o desenvolvimento das instituições públicas e privadas do estado.

“Esse curso deu mais qualidade à Administração como um todo. Reconhecemos os esforços dos administradores, aqui presentes, que trabalham para dar resultado às empresas e órgãos públicos, e criam novas maneiras de apresentar melhores resultados nos serviços públicos em geral”, destacou.

Representando a UFMT, o professor do curso de Administração, Elifas Gonçalves Júnior,  ressaltou os 45 anos de existência do curso na universidade, os resultados trazidos pelos profissionais graduados no segmento e também a exigência da população por melhores resultados da máquina pública. “A exigência por resultados imediatos é crescente, mas também é salutar e desafiador”, analisou.

O presidente do CRA-MT, Hélio Tito Simões de Arruda, também presente no evento, falou sobre a necessidade de zelar pela qualidade das atividades administrativas e pela defesa da profissão. “Os conselhos, acima de tudo, defendem e zelam pela profissão. Além disso, nós, em específico, também promovemos ações para melhorar a formação de nossos profissionais, realizando pesquisas de mercado, a cada dois anos, para saber se atendemos de maneira adequada ao que o mercado tem exigido”, relatou.

O homenageado da noite, Mauro Kreuz, presidente do CFA, agradeceu a distinção e destacou os desafios que a profissão tem enfrentado nos últimos anos. Ele lembrou que em 2010, o sociólogo italiano Domenico De Masi questionou se a tecnologia que se desenvolvia naquele momento traria mais paz ou mais rivalidade, bem como mais felicidade ou tristeza.

“Trouxe mais rivalidade e tristeza social. Portanto, hoje, formar quadros em administração neste mundo belicoso, de tribalismo digital, num mundo também multipolar e belicoso é, certamente, uma tarefa muito complexa e não é para amadores, é para profissionais” disse.

Kreuz também lembrou análise do filósofo francês, Paul Valéry, que em 1932 se questionava sobre a relação poder do homem e desordem. O pensador, segundo Kreuz, constatou que o poder nas mãos dos maus e dos despreparados era um risco para a sociedade, para os países e para as organizações públicas e privadas.

Na sequência, o presidente do CFA disse que o cenário visto por Valéry é o mesmo em 2019, e a humanidade atualmente combina conhecimento com incerteza. “Vivemos 1932, com uma estética diferente, mas com uma essência filosófica idêntica. Quem tiver competência, coragem, ousadia, determinação e resiliência para construir seu futuro, jamais vai querer voltar ao passado ou estagnar no presente”, encerrou.

Fonte: Assessoria de Comunicação – CFA