O destaque desta vez é: como será a administração do futuro?

O destaque desta vez é: como será a administração do futuro?

É a esta pergunta que a matéria de capa da nova edição da RBA responde. Um futuro, que já se faz presente em muitos aspectos. No XXVI Encontro Brasileiro de Administração (Enbra), as discussões entre os profissionais da área convergiram para o caminho a ser traçado pela administração em um cenário onde as tecnologias e as mudanças acontecem de forma rápida e frequente, realizado pelo Conselho Federal de Administração (CFA), em parceria com o Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ).

O Enbra foi o primeiro evento que acolheu também os técnicos como profissionais de administração. “Nos enche de orgulho. Nós fomos apoiados por alguém para chegarmos onde chegamos e, agora, nós apoiamos eles”, afirmou o presidente do CRA-RJ, em sua fala de abertura, Leocir Dal Pai. Todas as informações deste encontro estão na RBA 126.

Uma das preocupações da equipe editorial da RBA é andar no ritmo dos acontecimentos do país. Por isso, claro, falamos também de eleições neste número. O editorial do presidente do CFA, Wagner Siqueira, apresenta as graves consequências da apatia política. “O apoliticismo é uma doença intrínseca à democracia e à cidadania.

A conquista da democracia formal conduz inelutavelmente à apatia e ao descaso, ao desinteresse de participação política”, afirma.

Ainda nesse sentido, trazemos uma reflexão sobre o atual modelo de gestão no país e as iniciativas do CFA para ajudar você a analisar melhor as propostas apresentadas pelos candidatos à Presidência da República que assumirão o governo a partir do ano que vem.

Entre elas, a iniciativa da autarquia em firmar parcerias com o Jornal de Brasília para avaliar programas de governo desses presidenciáveis, sob o viés da gestão. Leia a matéria para entender os principais pontos relacionados à Administração Pública e temas conexos à área.

Na entrevista deste mês, administração e política também se misturam. A personagem é nada menos do que Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza e do Mulheres do Brasil, grupo com cerca de 20 mil mulheres que se uniram com um objetivo em comum: melhorar o país.

Formada em administração, ela é um dos maiores nomes do varejo brasileiro e deu um show de empreendedorismo na entrevista à RBA. Falou sobre sua visão administrativa, contou um pouco de sua trajetória e revelou os segredos do grupo para se consolidar como um gigante varejista no Brasil.

Mas ainda tem muito mais!  Quarta Revolução Industrial, o movimento de alcance mundial que está em pleno andamento e tem provocado transformações essenciais na forma de vida, no trabalho e nos relacionamentos da sociedade também está na RBA 126.

E para fechar com gostinho de quero mais, trazemos uma reportagem sobre uma receita de sucesso: administração e gastronomia. Com seis milhões de vagas no mercado de trabalho e faturamento anual na casa dos R$ 166 bilhões, a área é uma excelente oportunidade para os profissionais de administração.

Quer um spoiler? Nós te damos: “aqui no Brasil temos o hábito de acordar e dormir assistindo programas culinários na TV. A dificuldade de contratar empregadas domésticas também entra nessa conta. Hoje, a maioria dos serviços domésticos é assumida por diaristas – que geralmente não cozinham – ou divididos pelos membros do lar. Some isso ao bom momento econômico experimentado pelo país há alguns anos e temos um número cada vez maior de pessoas se alimentando fora de casa”, afirma diretor de Desenvolvimento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Lucas Rêgo.

Para ter acesso a todos os conteúdos na íntegra, acesse revistarba.org.br

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu