You are currently viewing Nota de Repúdio – insultos à ministra do STF Cármen Lúcia

Nota de Repúdio – insultos à ministra do STF Cármen Lúcia

Nota de Repúdio

O Conselho Federal de Administração, por meio da Comissão Especial ADM Mulher, manifesta publicamente repúdio aos insultos proferidos pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson contra a ministra do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral Cármen Lúcia.

Em vídeo divulgado na última sexta-feira (21), Jefferson teceu duras críticas à ministra Cármen ação motivada por suposta censura em decisão colegiada do TSE na quinta (20). A fala, com teor misógino e sexista, escapa à esfera política que seria aceitável em um ex-deputado federal.

Mais que um desrespeito a uma ministra da Suprema Corte, mais que um ataque ao Judiciário, as palavras de Roberto Jefferson ferem a todas as mulheres brasileiras. Profissionais, mães e batalhadoras, que representam 51,1% da população no Brasil quase cinco milhões a mais que o número de homens, segundo o Censo/IBGE.

O CFA compreende a importância da participação das mulheres na sociedade. E reconhece os ganhos que o olhar e o empenho femininos proporcionam para a economia e para o desenvolvimento do país como um todo. Administradoras do lar e também de grandes corporações.

Por isso, defendemos a promoção de mais espaços para mulheres no mercado de trabalho e que, cada vez mais, altos cargos de chefia possam contar com esse tipo de gestão capacitada e criteriosa.

Com esse entendimento, o CFA criou, em julho de 2020, a Comissão Especial ADM-Mulher. Os Conselhos Regionais também contam com a estrutura, voltada ao empreendedorismo, mercado de trabalho e ao empoderamento da mulher.

Não poderia ser diferente com relação à defesa da moral e da dignidade das mulheres. Atos violentos, ainda que verbais, são um retrocesso na sociedade. Precisamos avançar e superar as desigualdades, a fim de alcançarmos um bem maior em comum: o progresso e o crescimento do Brasil.

O CFA e a Comissão ADM Mulher se solidarizam à ministra Cármen Lúcia e a todas as mulheres que, porventura, tenham se sentido abaladas com as manifestações públicas do ex-parlamentar.

Que possamos contribuir para uma sociedade mais consciente, igualitária e pacífica.

 

Adm. Mauro Kreuz
Presidente do CFA

Admª Cláudia Salles Stadtlober
Coord. ADM Mulher Nacional