Luto na Administração: plenário homenageia administrador vitimado pela Covid-19  

Luto na Administração: plenário homenageia administrador vitimado pela Covid-19

A 3ª Sessão Plenária do Sistema CFA/CRAs começou nesta terça-feira, 2, com uma triste notícia: o falecimento do administrador Samuel Melo Jr., ex-presidente do Conselho Regional de Administração do Maranhão (CRA-MA) e conselheiro federal.

Samuel foi eleito no último pleito, mas estava internado desde o início de janeiro com a Covid-19. O presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Mauro Kreuz, abriu o encontro mencionando a braveza do administrador na luta contra a doença. “Começamos essa nossa sessão de março marcadamente de uma forma triste. Já iniciamos outras assim e hoje temos que conviver com a partida de um colega que já deu muitas contribuições para a profissão. Lutou muito, mas infelizmente não conseguiu tomar posse aqui e estar em nosso meio como desejávamos.” 

Kreuz informou, ainda, que na Direx, realizada na última segunda-feira, havia sido aprovada – de acordo com o artigo 1 do Regimento – a possibilidade de “o administrador tomar posse quando estivesse restabelecido de saúde, não importando o tempo que isso levasse”. A aprovação, que deveria contar com o aval do plenário, previa também a convocação do suplente para que o estado do Maranhão não ficasse sem representação. 

Depois de um discurso no qual criticou a condução da gestão da crise da Covid-19 no Brasil, o presidente da autarquia pediu que todos os presentes ficassem de pé e rezassem um Pai Nosso e uma Ave Maria “em memória de Samuel Melo Jr. com o desejo de que Deus Pai o acolha em sua eterna morada e que de lá ele possa sempre nos proteger junto com Deus Pai”. 

Depoimentos

Muitos conselheiros presentes na reunião também fizeram questão de se manifestar sobre o colega. 

Aqui no CFA eu fui uma das últimas pessoas que o viu com vida, extremamente alegre e agradecido pelo apoio que recebeu [na eleição] e ainda fez um comentário de que ele veio aqui cumprimentar os amigos porque ele se sentia muito bem nesta Casa. Nesse dia, eu fiquei batendo um papo com o Samuel e isso me deixa uma lembrança, uma imagem muito boa dele”, afirmou o conselheiro federal pelo estado do Paraná, Amilcar Pacheco. O administrador também foi acometido pela Covid-19, mas conseguiu se recuperar. 

A conselheira federal pelo estado do Amapá, Herlígenas Corrêa de Oliveira Araújo, que perdeu o marido no ano passado, também vítima da doença, se emocionou ao falar do colega. “Samuel esteve muito presente na minha vida, nos momentos mais difíceis que eu passei. Ele telefonava, passava mensagens e quando ele me viu em novembro, na reunião de presidentes, ele me abraçou forte e disse: Lia, a vida continua. Você é jovem, tem uma porção de coisas para fazer, você vai ser conselheira federal e eu vou estar aqui do teu lado te dando a mão.”  Ao citar a passagem bíblica em que o rei Davi fala sobre a perda do filho, ela finalizou: “Nós choramos, nós lamentamos, mas, pelo Samuel, nós vamos tomar um banho, vestir as nossas vestes de luxo e continuar o nosso trabalho. Amém?”

O presidente do Conselho Regional de Mato Grosso (CRA-MT), Hélio Tito, afirmou que quando recebeu o telefonema da esposa do Samuel, na manhã desta terça, comunicando o falecimento foi uma tristeza profunda. “Ele era uma referência, uma pessoa que se dedicou a vida toda. A vida profissional dele foi exemplar, um excelente professor, fez o doutorado, que é uma coisa difícil, ele venceu muitas etapas. […] Ele deixa uma lacuna de amizade profunda, convivendo muitos anos aqui no conselho federal. É como todos aqui relataram: ele jamais será esquecido por nós”. E complementou: “Infelizmente a vida tem essas surpresas. Uns vão mais cedo, outros vão mais tarde. Então, nós temos que compreender isso e sermos cada vez mais humanos e fraternos entre nós porque o amanhã não existe ou, se existe, nós não sabemos.”

E as menções seguiram com o conselheiro federal pelo estado do Rio de Janeiro, Jorge Humberto. Ele afirmou que a homenagem feita pelo plenário a Samuel ficará gravada em seu coração e falou sobre o amigo. “Samuel, além de tricolor, era uma referência pra mim. Tivemos divergências, mas sempre buscando o melhor para a nossa profissão. Eu desejo de todo o coração que o meu amigo Samuel encontre o caminho da paz e de lá nos ajude a tomar decisões que nós precisamos tomar. Vá em paz.”

Muito emocionado, Marcos Kalebbe, conselheiro federal pela Paraíba e diretor da Câmara de Estudos e Projetos Estratégicos (CEPE), disse que não tinha Samuel apenas como amigo, mas como irmão. “Ele que me recebeu aqui neste plenário no CFA, construímos uma amizade muito forte. Ele já me recebeu na sua casa. Só rogo a Deus que possa receber o meu irmão de braços abertos, confortar o coração dos seus familiares e amigos.” 

Conselheiro federal pelo estado de Minas Gerais e diretor da Câmara de Relações Internacionais e Eventos (CRIE), Gilmar Camargo, também se manifestou, lembrando que Samuel havia sido coordenador da Comissão de Tecnologia e Observatórios da Organização Latinoamericana de Administração (OLA). “Uma justa e bonita homenagem registrando a passagem e a contribuição dele como o senhor [presidente] fez. Peço a Deus que ilumine a passagem dele.”   

Para Fábio Macêdo, conselheiro federal pelo Acre e diretor da Câmara de Gestão Pública, o dia é de uma tristeza ímpar. Nós tínhamos um amigo que se foi por conta dessa doença muito traiçoeira. Uns que nada sentem, mas outros chegam ao limite da doença. Eu acredito que tudo é divino e hoje nós estamos dentro deste plenário, palco de debate da profissão. Algo que ele tanto lutou e defendeu. A Administração o saúda por ter sido essa referência.”   

Pelo estado de Sergipe, o conselheiro federal Diego da Costa, diretor da Câmara de Comunicação e Marketing (CCM), reforçou que Samuel “sempre foi uma pessoa de muito bom grado, muita parceria e aceitação. […] Era um cara sempre de braços abertos e que vai deixar muitas saudades realmente”. 

Ao lembrar a última conquista do administrador Samuel, eleito presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o vice-presidente do CFA e conselheiro federal pelo Tocantins, Rogério Ramos, fez um perfil do administrador. “Foi alguém que sempre teve uma liderança muito forte onde esteve e ele fazia muita conta disso, ele perseguia. Era um sonho dele, um propósito se efetivar como um líder e ele, de fato, entre nós, se consolida e é reconhecido como tal.” Ramos ainda lembrou da trajetória acadêmica do administrador. “Chegou à condição de doutor, se dedicou muito e isso não poderia ser esquecido. A minha homenagem ao Samuel é para que não se esqueça dessas duas características. Era um homem muito inteligente” 

Antes de passar para as pautas da reunião, o presidente Mauro Kreuz finalizou o momento dizendo que “é importante lembrar que somos passageiros e construir bons legados porque é somente isso que vai ficar. […] E que sempre possamos ser lembrados como hoje estamos lembrando e rememorando o Samuel pelos bons legados”.        

Discussões

Entre os assuntos que serão discutidos nesta 3ª Sessão Plenária do Sistema CFA/CRAs, estão a disponibilidade financeira do CFA, as sugestões aos Projetos de Lei (PL) e Propostas de Emenda à Constituição (PEC) que tramitam no Congresso Nacional e tenham alguma relação com o universo da Administração.

Informações sobre Execuções de Dívidas Ativas, apresentação do resultado obtido na reunião ampliada da Comissão Especial de Ações Parlamentares – CEAP, relativos a pautas primordiais junto ao Poder Executivo e o Congresso Nacional (Câmara e Senado) também deverão ocupar a atenção dos presentes nesses dois dias. 

Em tempos de pandemia, a realização de eventos, como os Encontros Regionais de Profissionais de Administração (ERPA) e o XXVII Encontro Brasileiro de Administração também estão previstos na pauta. 

Para encerrar, os conselheiros também se debruçarão sobre projetos como a plataforma Clube de Vantagens dos Profissionais de Administração e informes da Organização Latinoamericana de Administração (OLA). 

A previsão é de que as próximas sessões plenárias ocorram nos dias 13 e 14  de maio de 2021, em Brasília.

Elisa Ventura 

Assessoria de Comunicação CFA