Luto: Adm. Samuel Melo Júnior deixa legado no Sistema CFA/CRAs

Luto: Adm. Samuel Melo Júnior deixa legado no Sistema CFA/CRAs

É com grande pesar que os presidentes do Conselho Federal de Administração (CFA) e do Conselho Regional de Administração do Maranhão (CRA-MA), Mauro Kreuz e Jaylson Mendonça, respectivamente, comunicam o falecimento do administrador José Samuel de Miranda Melo Júnior. Samuel, como gostava de ser chamado, fazia parte do Sistema CFA/CRAs e sua história de amor pela Administração o levou a fazer muitas coisas pela profissão e pelos profissionais de Administração de todo o país, principalmente os do Maranhão, estado que representava.

Samuel estava com Covid e encontrava-se internado em São Luís (MA), desde início de janeiro deste ano, em decorrência de complicações causadas pela doença. Nas últimas eleições do Sistema CFA/CRAs, ele foi eleito conselheiro federal pelo estado do Maranhão. Contudo, por conta da sua saúde, ele ainda não havia tomado posse como conselheiro federal no CFA e sua ausência no plenário da autarquia era sentida e mencionada por todos os colegas.

O administrador foi conselheiro regional efetivo de 2005 a 2008 e, depois, de 2017 a 2020. O seu último cargo no Sistema foi o de presidente do CRA-MA, posto que exerceu no biênio 2019-2020. Na sua gestão, ele realizou muitas ações e uma das mais significativas foi, sem dúvida, a inauguração, em 2019, da nova sede do regional que era, há muito tempo, uma solicitação antiga dos profissionais de Administração daquele estado.

Doutor em Administração, Samuel também era muito ligado à área acadêmica e, no CRA-MA, ajudou a conduzir importantes eventos como o já consolidado Encontro Maranhense de Administração (Emad). Além disso, Samuel foi conselheiro federal pelo Maranhão no CFA e, na autarquia, ele também fez história e deixou um legado de inúmeras ações.

No CFA, ele foi diretor de Formação Profissional de 14 de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2014 e ajudou a retomar a Pesquisa Perfil do Administrador, e também a executar outros projetos da Câmara como o prêmio Belmiro Siqueira e a implantação do Programa de Certificação Profissional em Administração do Sistema CFA/CRAs. Além disso, representou o CFA em importantes reuniões no Ministério da Educação, momento em que defendeu calorosamente mudanças significativas no ensino da Administração e os interesses dos profissionais e estudantes de ADM de todo o Brasil.

Outra contribuição valorosa do administrador Samuel foi sua participação na construção das novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) dos cursos de Administração, aprovadas no ano passado. Na época, ele disse: “A busca é tornar a formação em Administração além dela mesma”.

No CFA, o administrador passou por outras áreas. De abril de 2015 até 2 de junho de 2016, Samuel foi membro da Câmara de Fiscalização e Registro Profissional do CFA. A partir do dia 3 de junho de 2016, ele passou a ser diretor da Câmara de Registro Profissional, cargo que exerceu até dezembro daquele mesmo ano.

Samuel também era presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Ele era, ainda, doutor em Administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e mestre em Economia com ênfase em Comércio Exterior e Relações Internacionais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) desde 2003, com especialização em Gestão Pública, pela Fundação João Pinheiro, e em Educação, pela Uema. Na Organização Latinoamericana de Administração (OLA), Samuel era coordenador da Comissão Tecnologia Observatórios.

Samuel tinha apenas 52 anos e deixa cinco filhos: Samuel, Pedro, Matheus, Davi e Alice. Estes dois últimos, os mais novos, são frutos do casamento com a administradora Alinne Andrade, por quem era apaixonado. No último aniversário da esposa, ele não poupou elogios à companheira. “Mulher meiga, harmoniosa, autêntica e com o amor no coração. Mãe metódica, disciplinadora, acolhedora e acima de tudo, guerreira com eles: Davi subindo no telhado, Alice pulando do berço. Além de meiga e amiga com Samuel, Pedro e Matheus. E comigo tudo que um homem espera de uma grande mulher: companheirismo, diálogo, carinho e muito amor! Te amo!”.

Plenário em luto

A morte do administrador José Samuel de Miranda Melo Júnior ocorreu no mesmo dia em que os conselheiros federais do CFA estão reunidos na reunião plenária de março. Ao iniciar o presidente do CFA, Mauro Kreuz, lamentou o falecimento do amigo.

“Tive o prazer de sucedê-lo na Câmara de Formação Profissional e aguardava, esperançoso, por sua recuperação para que viesse a tomar posse e tomar assento em sua cadeira. Desde a sua internação, começamos uma corrente de orações”, disse.

Indignado, Mauro culpou o negacionismo com relação a Covid-19 pela morte de Samuel e das mais de 250 mil vítimas fatais da doença. “Temos que banir essas pessoas, pois elas não merecem estar onde estão. Isso é inadmissível! Nós não podemos mais compactuar com insanidades”, afirmou.

Todos os demais conselheiros também fizeram suas homenagens a Samuel. Em nome de todo Sistema, Mauro prestou condolências a todos amigos e familiares do administrador Samuel Melo Júnior e lembrou que, agora, ele encontrou a paz. “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. (João 11:25-26).


Ana Graciele Gonçalves
Assessoria de Comunicação CFA