You are currently viewing Liberdade é ativo imprescindível para democracia do país 

Liberdade é ativo imprescindível para democracia do país

Nesta segunda-feira, 7, recordamos o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa. O Brasil, atualmente, ocupa a zona vermelha em ranking internacional de violência contra profissionais de comunicação. Os dados são do relatório da Ong internacional Repórteres Sem Fronteira, divulgado em abril deste ano. 

Ao analisarmos as informações e vermos que o nosso país caiu quatro posições no ranking de liberdade de imprensa fica evidente que não é possível pensar neste sistema político democrático sem a tal “liberdade”. Os caminhos são antagônicos e preocupantes. 

Hoje é importante celebrarmos o papel da imprensa na prestação de serviço para toda a sociedade sim, mas além disso é urgente relembrarmos que a imprensa deve ter compromisso com a verdade, a ética e a imparcialidade. A busca pelos fatos precisa sempre seguir esse norte, manifestado pelos profissionais no juramento de Hipócrates. 

O Conselho Federal de Administração (CFA), se posiciona radicalmente contrário à ofensiva contra repórteres e veículos de comunicação, infelizmente, cada vez mais comuns no Brasil. Atos dessa natureza são violações sistemáticas à liberdade de expressão e de imprensa e não podem ser tolerados. É necessário garantir não só a proteção dos comunicadores, algo óbvio para o exercício da profissão, mas também promover a conscientização e punição dos agressores de acordo com a lei.

A crescente hostilização da atividade jornalística, tanto a independente quanto a profissional, é preocupante e resulta, também, da polarização potencializada pelas chamadas bolhas da internet ou filtros-bolha que podem ser explicados pelos resultados dos algoritmos que ditam o conteúdo que chega até nós pela “web”. Ou seja, as pessoas acabam se comunicando apenas com quem possui um pensamento similar, não sendo expostas ao contraditório, muitas vezes. 

Basta! Além de um contexto de acirramento na política, não podemos aceitar que o aumento preocupante contra a liberdade de imprensa seja banalizado. Desacreditar órgãos de imprensa, espalhar desinformação que confundem é um ataque à democracia. 

Como agente da transformação da Gestão Pública, o Sistema CFA/CRAs trabalha para assegurar à sociedade o seu direito à informação de qualidade e pela democratização da comunicação no país. Não há liberdade sem informação e não há informação sem liberdade. Que lembremos hoje que o direito à liberdade é constitucional. Para todos. E que é com o bom jornalismo, ético, correto e imparcial que vamos construir um futuro menos sombrio. 

Adm. Mauro Kreuz

Presidente do CFA