Gestão que dá certo: o caso de sucesso de Niterói

Gestão que dá certo: o caso de sucesso de Niterói

Mensurar a qualidade da gestão pública dos municípios de todo o país é o principal objetivo do Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA). O estudo, realizado pelo Conselho Federal de Administração (CFA), avaliou a gestão municipal sob diversos aspectos e, a partir disso, elaborou um ranking nacional.

Em 2017, 35 municípios do estado do Rio de Janeiro tiveram três dimensões aferidas: Gastos e Finanças Públicas; Qualidade da Gestão; e Desempenho. A cidade de Niterói foi a melhor no estado fluminense e a 22º colocada no ranking nacional. Mas, afinal, qual o segredo do município que o fez se destacar dos demais? Quem respondeu à pergunta foi a secretária de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle da Prefeitura de Niterói, Giovanna Victer. Ela esteve em Brasília nesta quarta-feira, 6 de junho, para participar do Fórum CFA de Gestão Pública.

Durante o evento, Giovanna apresentou a palestra “Gestão que dá certo – Onde estão as boas práticas?”. Na ocasião, ela compartilhou os segredos da de gestão niteroiense que tem dado certo. A mesa foi presidida pelo diretor do Instituto Publix, Gilberto Porto.

Em 2014, a situação do município no início da primeira gestão de Giovanna era caótico. Para sanar a situação, foi feito um planejamento minucioso. Uma das principais estratégias foi a construção participativa do plano, onde foram ouvidas mais de cinco mil pessoas. “Durante a construção do planejamento, nós conseguimos engajar sociedade civil, igrejas, associações, empresários e demais cidadãos”, explicou.

Giovanna conta que, além das consultas realizada, foi criada uma parceria com o Colab.RE, aplicativo desenvolvido para melhorar o relacionamento entre os cidadãos e a gestão pública. O município também modernizou o parque tecnológico. Ela cita como exemplo a implantação do sistema e-Cidade, um software que centraliza todas as informações sobre os processos municipais, garantindo a segurança dos dados e a transparência na gestão fiscal.

Os bons resultados são, segundo Giovanna, frutos de muito trabalho e planejamento. “Isso não tem a ver somente com gestão, mas sobretudo tem relação com a cidadania, já que permite que a população conheça de que maneira os recursos são utilizados”, destacou Giovanna Victer.

Com o tema “Estratégias transformadoras nas relações entre sociedade e o Estado”, o Fórum reunirá, a partir de hoje, especialistas renomados para discutir temas ligados à gestão pública. O evento vai até 8 de junho e as inscrições estão esgotadas. Acompanhe o evento na íntegra pelo CFAPlay. Todo o Fórum é transmitido, ao vivo, por meio da TV e do Facebook do CFA. Confira em www.cfaplay.org.br e www.facebook.com/cfaadm. Use a hashtag #Fogesp2018 nas redes sociais e faça parte deste evento.

Assessoria de Comunicação CFA