Está em busca de uma recolocação? Seja assertivo na sua busca!

Está em busca de uma recolocação? Seja assertivo na sua busca!

Com a previsão de poucas ofertas de emprego, confira dicas de como sair na frente para conquistar uma vaga

A pandemia de Covid-19 está assustando o mundo não só pelo seu potencial de contágio, mas também pela crise econômica que tem causado. Ainda é cedo para falar do impacto mas, no Brasil, as estimativas de crescimento do país, que eram de 2,5% para este ano, provavelmente não vão acontecer. Segundo o Valor Investe, os mais pessimistas preveem uma queda de até 7,7% da economia brasileira.

Com a queda do PIB, a previsão é de que o desemprego aumente. Para evitar que as empresas demitam seus funcionários, o Governo Federal anunciou a criação de uma linha de crédito emergencial para pequenas e médias empresas quitarem suas folhas de pagamento durante dois meses.

Mas, calma!

Com a pouca oferta de vagas, vai crescer a demanda por mão de obra qualificada. Por isso, é hora de intensificar os estudos e focar no seu planejamento de carreira. Com estratégia, é possível turbinar as suas chances de conseguir uma recolocação no mercado de trabalho.

Confira as dicas do diretor de Estratégia da Revelo, Normando Bezerra. 

Autoconhecimento: O candidato deve orientar sua busca por uma vaga de emprego de acordo com as suas habilidades, isso significa: se atentar aos conhecimentos que possui e seu desejo de carreira.

Preenchimento de perfil adequado: Preencher o cadastro de maneira clara, objetiva e realista faz toda diferença. A foto de perfil também deve ser profissional, evitando imagens de momentos descontraídos e que possam soar fora de contexto.

Preparo para entrevista: O preparo para a entrevista é essencial. É importante refletir sobre as perguntas que podem ser feitas pelo entrevistador, quais as mensagens, as experiências que podem agregar à vaga e outras informações que possam chamar a atenção de quem está assistindo e participando. Demonstrar energia também pode ser um diferencial neste momento.

Autoconhecimento: Reflita sobre o tipo de trabalho que busca. Quais são as oportunidades que se aplicam à sua realidade? Quais tipos de empresas têm a ver com os planos e objetivos futuros? O que exatamente procura? É no mercado financeiro? Ou na área de marketing, por exemplo? Estar por dentro do universo da sua profissão e investir em cursos de especialização, palestras e meetups ajudam a se manter atualizado e aumenta sua rede de networking

Networking: A partir do momento em que sabemos o que estamos procurando, podemos acionar diversos contatos: amigos, familiares, ex-colegas de trabalho e, também, grupos online. Caso não seja possível participar de palestras e meetups, esses grupos – tanto no Linkedin quanto no Facebook – podem auxiliar na criação de redes de conexão. Mesmo não sendo tão explorado, o poder do boca a boca continua sendo uma ferramenta bastante efetiva quando nos referimos a encontrar novos desafios. 

Currículo: Dados os dois primeiros passos, é importante que o candidato dedique um tempo para atualizar seu currículo. A melhor estratégia é colocar todas as informações relevantes sobre suas experiências em apenas uma página. Vale chamar a atenção para atualizar, também, o  LinkedIn: seu perfil na rede social e seu currículo devem ser o espelho um do outro.

Entrevista: Prepare-se para a entrevista. É o momento de trabalhar e treinar a sua apresentação. O que você quer contar? Que mensagens você quer passar para quem está te escutando? Quais os pontos de sua experiência que podem chamar a atenção do recrutador? Foque em histórias que trazem suas melhores características e pratique o discurso com amigos, além de, principalmente, estudar sobre a vaga para a qual você está se candidatando.

Planejamento: Neste momento, encontrar uma oportunidade deve ser prioridade em sua vida. Por isso, é importante estabelecer metas referentes ao número de horas dedicadas, quantos currículos serão mandados por dia, quais plataformas fazem sentido para essa busca, etc. Com relação ao último, priorize aquelas que tenham soluções inteligentes e que conectam candidato e recrutador de forma assertiva e otimizam o tempo de ambos. A Revelo, por exemplo, é uma plataforma em que o candidato não precisa ficar procurando por vagas ou enviando currículos, pois ele é encontrado diretamente por um recrutador interessado em suas habilidades.

Atitude positiva: Encontrar um emprego é um processo. Apesar do desgaste, mantenha uma postura positiva e aprenda com os feedbacks negativos. Seja perseverante e transpareça seu foco em conquistar o resultado estabelecido no começo de sua jornada. Essa atitude é inclusive observada pelos recrutadores durante conversas e entrevistas.

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Comunicação CFA