Empreendedorismo em pauta no XVI FIA

Empreendedorismo em pauta no XVI FIA

O secretário da Administração do Tocantins, Edson Cabral; o presidente do Instituto de Tecnologia, Carlos Tadeu Zerbini Leão; o diretor-superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes; a ex-presidente da Federação Ibero-americana de Jovens Empresários (Fije), Carolina Valente; e o empresário Fabiano do Vale, participaram do painel sobre empreendedorismo na tarde desta quinta-feira, 3, no XVI Fórum Internacional de Administração. No evento, que acontece em Palmas-TO, eles deram importantes lições para quem quer empreender no Brasil.

As discussões começaram com Tadeu Zerbini. Após apresentar um vídeo que mostra o avanço econômico social do estado, ele disparou: “Tocantins é um exemplo de empreendedorismo”, afirmou. Segundo o painelista, o estado mais jovem do país – com apenas 30 anos – tem um futuro promissor. Além da agricultura, ele falou que é preciso investir em tecnologia. “Bora ajudar a senadora a colocar o Matopiba em pé”, pediu, fazendo referência a palestra proferida pela senadora Kátia Abreu.

De acordo com Carolina, muito difícil para um jovem empreender no Brasil por conta do cenário externo. “O país caiu drasticamente no índice de competitividade global, pois o Brasil investe pouco em infraestrutura e sem isso fica difícil empreender”, comentou. Para ela, o empreendedor precisa de capacitação, acesso a crédito e investir em relacionamento. Com relação a este último, ela citou a importância dos jovens buscarem entidades com a Associação de Jovens Empresários. “São espaços para troca de experiências. Empreender é um desafio. Precisamos trabalhar muito pelo nosso negócio. Por isso é importante estar junto de associações que possam ajudar esse movimento”, explicou.

Um dos casos de empreendedorismo mais marcantes de Palmas é do Fabiano do Vale. No evento, ele contou um pouco da história da sua empresa: a Fabiano Parafuso. Ele reside na capital tocantinense há mais de 20 anos. Em 1995, junto com seu pai, ele abriu a sua primeira loja de parafusos e hoje ele tem mais de seis empresas. “Começamos sem planejamento, mas não recomendo isso a ninguém”, aconselhou o empresário. Ele também é administrador e falou que, “para o empreendedor, o céu é o limite” e que, para empreender, “basta querer”.

Em seguida, Moisés Pinto falou do trabalho promovido pelo Sebrae Tocantins. “Nossa missão é melhorar o ambiente de negócio para os empreendedores do estado.”. Por fim, Edson mostrou o trabalho que tem desenvolvido a frente da Secretaria da Administração do Tocantins. “Um dos primeiros passos quando assumi foi enxugar o estado”, contou. Outro propósito apontado por ele é o de enquadrar o estado, pois ele está mal classificado no Tesouro, impedindo-o de conseguir novos empréstimos. “Fazendo um trabalho integrado. Assim, fomos avançando”, finalizou o administrador.

 

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu