O efeito das incertezas nos objetivos das organizações

O efeito das incertezas nos objetivos das organizações

Os riscos são fatores inerentes a qualquer organização, mas que, se aliados a uma má gestão, podem acarretar prejuízos irreversíveis. Como trabalhar de forma a alcançar os melhores resultados? Nesta terça-feira (29), o debate do ADM Entrevista girou em torno da Gestão de Riscos na Administração Pública.

Bruno Affonso, auditor, mestre em administração e editor do Ementário de Gestão Pública, falou do surgimento dessa discussão no âmbito público. O especialista também explicou como definir o “apetite a riscos”, ou seja, a capacidade de determinada organização de lidar com os imprevistos que vão surgindo.

“Gerenciar riscos é um excelente recurso para o gestor, até para ele exercitar a sua autodefesa do ponto de vista de um eventual questionamento porque ele vai poder colocar uma avaliação, uma mensuração dos riscos envolvidos naquela atividade e como ele se preparou para aquela adversidade”, afirmou.

Para os profissionais que buscam se inserir nesse mercado ou que já atuam na área, o auditor elencou uma série de ferramentas e caminhos que estão ao alcance do gestor para manejar o gerenciamento de riscos.

Você pode assistir à íntegra da entrevista aqui.

Bruno Affonso também conversou com os jornalistas Elisa Ventura e Rodrigo Nunes na Rádio ADM. Ele respondeu às perguntas dos internautas e contou um pouco de como foi participar desse projeto do CFA.  

Assessoria de Comunicação CFA