Editorial – RBA 136

Editorial – RBA 136

A chegada da Covid-19 ao Brasil trouxe consigo um problema que transcende as questões sanitárias, inerentes ao caso. A crise econômica causada pela doença ameaça a sociedade brasileira, na medida em que põe em risco a sobrevivência de empresas e empregos de nossos patrícios.

Em paralelo, o país vive, ainda, momento político conturbado, que põe em xeque a legitimidade das instituições representativas brasileiras e os séculos de luta por democracia. Tendo em vista os problemas causados pela pandemia, não é admissível que ainda haja elementos perturbadores da ordem pública a prejudicar o processo de recuperação econômica e social dos brasileiros. 

O Conselho Federal de Administração (CFA) se posiciona ao lado da democracia, da busca por uma sociedade mais evoluída — movida pelo trabalho transformador —, do interesse coletivo e das ideias lógicas e racionais. A edição 136 da RBA vem imbuída de tais elementos, que trazem reflexões sobre o mundo da administração e da área de negócios, inseridas no momento atual.

Contribuições

Temas como ‘Valuation’ visam apresentar o segmento como área fértil de empregos, e ao mesmo tempo imprescindível às organizações. Ao trazer reflexões sobre o que devemos aprender com os povos asiáticos, e o que pode ser feito pós-pandemia, busca-se a exposição de soluções implementadas em outros países — para problemas também existentes no Brasil —, bem como revelar maneiras como os empreendedores nacionais superam a crise econômica atual, de maneira criativa e inteligente.

Na mesma linha, são apresentados casos de sucesso, como o Porto Digital, em Recife-PE, na qual a cooperação entre Estado e iniciativa privada produziu espaço de excelência em inovação e tendência para o futuro. A importância da gestão profissional, aliada à tecnologia, mostra o potencial da Economia Criativa para o Brasil e ao mundo.

Consequência da Quarta Revolução Industrial, tema de edições passadas da RBA, a Economia Criativa é o caminho da diferenciação entre o trabalho criativo — intrínseco ao ser humano — em contraposição a serviços executados atualmente por máquinas. Também é a resposta do empreendedorismo ao desemprego e à criação de novas soluções de geração de renda.

O presente e o futuro

O trabalho da forma como conhecemos hoje está com os dias contados. Na esteira de inúmeras e disruptivas mudanças, paradigmas são quebrados e a lógica do passado é deixada de lado, para dar vez a perfis de trabalho e a profissionais com habilidades cada vez mais específicas. 

A carreira em nuvem, outro dos temas apresentados nesta edição, apresenta profundas modificações no mercado de trabalho, ao fazer com que o profissional se torne cada vez mais protagonista de sua carreira. Ao assumir projetos distintos à sua área de formação, demonstra necessidade de alternância de postura e de competências em diferentes campos do mercado.

Na atual crise pandêmica, a tecnologia foi a solução para suprir o distanciamento imposto pela doença. Nesse contexto, a união entre internet das coisas e marketing digital tornou evidente que não apenas os profissionais, mas também as empresas precisam se modernizar para sobreviver ao novo cenário.

As vendas digitais foram a solução para quem já havia implantado e amadurecido tais sistemas em suas empresas. Foi o divisor de águas entre quem faliu, por resistir às mudanças, e quem sobreviveu e até lucrou com a migração de clientes de lojas físicas para o ambiente virtual.

Não à toa, as empresas que mais crescem no mundo têm relação com as novas tecnologias e o mundo digital. As empresas unicórnio (que valem mais de um bilhão de dólares) são em sua maioria startups, ligadas à internet, resultado de um fenômeno que deve ser avaliado mais a fundo, não apenas por seu valor de mercado, mas pelo que agrega à sociedade e supre de demandas ainda existentes.

A Revista Brasileira de Administração (RBA), edição 136, é um convite a você, caro leitor, a repensar o mercado de trabalho, os negócios, o modo como você vê, se informa e entende tudo relacionado à carreira a qual escolheu. O êxito rumo ao futuro certamente se encontra não em tentar resolver problemas, mas em se antecipar a eles.

Boa leitura!

Mauro Kreuz – presidente do Conselho Federal de Administração (CFA)