Desperdício de água custa R$ 11 bilhões para o país

Desperdício de água custa R$ 11 bilhões para o país

Levantamento feito pelo Instituto Trata Brasil e GO Associados revela que o gasto é superior ao investido em saneamento. Para minimizar este prejuízo, CFA cria ferramenta para auxiliar gestores elaboração de políticas públicas para o setor

Nesta quarta-feira, 5, o Instituto Trata Brasil e GO Associados divulgou estudo com dados alarmantes: vazamentos, ligações clandestinas e falhas de leitura de hidrômetro causam prejuízo em oito estados brasileiros. A água desperdiçada chega a 75% em Roraima, líder no ranking de perdas hídricas.

Para se ter ideia do tamanho do rombo, a cada 100 litros de água captada e tratada para ser distribuída, 75 litros ficam pelo caminho. Atrás de Roraima estão Amazonas, com 69%, e Amapá, com 66%.

A média nacional de perda de água potável é de 38%. São 6,5 bilhões de m³ de água, o equivalente a mais de 7 mil piscinas olímpicas por dia escorrendo pelo ralo. O volume desperdiçado poderia abastecer 30% da população brasileiro por um ano e, do ponto de vista financeiro, essa perda custou para o país R$ 11,3 bilhões em 2017.

Falhas na gestão – Para o Conselho Federal de Administração (CFA), o desperdício é fruto da má gestão. Pensando em auxiliar os gestores públicos na árdua tarefa de melhorar os índices na área de água e saneamento, o Conselho Federal de Administração (CFA) criou o Sistema CFA de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos, o CFA-Gesae. A ferramenta visa oferecer aos municípios um sistema de governança e planejamento estratégico de serviços públicos de água e esgoto.

O CFA-Gesae auxilia na avaliação da gestão do saneamento municipal sob diversos aspectos. Ele possui dez áreas-chave e setenta indicadores. Por meio desses indicadores, é possível avaliar a gestão de forma detalhada. Entre os indicadores do Sistema, podemos citar: Tarifa média praticada, Despesa de Exploração por m³ Faturado, Despesa de Pessoal por m³, Despesa de Serviços de terceiros por m³, Índice de Coleta de Esgoto, Índice de Tratamento de Esgoto e Índice de Perdas por Ligação.

Além dos gestores, a ferramenta está disponível para qualquer pessoa. A proposta é estimular a participação mais efetiva da população. Ao acompanhar anualmente esses indicadores, o cidadão pode saber se os recursos estão sendo aplicados da forma correta e se eles estão melhorando a qualidades dos índices.

O CFA-Gesae está disponível em www.gesae.org.br. Para acessar a ferramenta, siga o passo a passo abaixo:

  1. Acesse www.gesae.org.br
  2. Login: publico / Senha: publico
  3. Clique na opção “Benchmarking” localizada ao lado esquerdo do site;
  4. Em seguida, clique na opção “Áreas Chaves”;
  5. Aparecerá um gráfico com as áreas chaves. Clique na que deseja consultar;
  6. Em seguida, clique no botão vermelho “Consultar municípios”;
  7. Vai aparecer um filtro para refinar a pesquisa. Basta preencher o ano da pesquisa e o nome do município. Pode colocar mais de um nome de município.
  8. Na sequência, escolha o indicador que deseja consultar. Para isso, só clicar em cima do nome do indicador. Depois, clica no botão cinza “Gerar Análise” disponibilizado a sua direita.
  9. Pronto! A ferramenta gerou os resultados.

Assessoria de Comunicação CFA

 

Fechar Menu