Criatividade é a saída para minimizar impacto da pandemia no interior do país

Criatividade é a saída para minimizar impacto da pandemia no interior do país

O Conselho Federal de Administração (CFA) começou, hoje, mais uma série de lives. O vice-presidente da autarquia, Rogério Ramos, abriu a programação desta semana. Na oportunidade, ele conversou com o público sobre “Como essa pandemia coloca em risco os pequenos municípios?”. A conversa foi mediada pelo jornalista Paulo Melo.

Rogério começou falando da preocupação com a pandemia do coronavírus. Para ele, a situação está criando um problema sério na economia. “A pandemia da fome já está chegando. Em que pese as medidas adotadas pelo governo para fazer as compensações financeiras, sabemos que ainda não é suficiente e que a ajuda não chegará a todos”, disse.

Com relação a essas medidas, o vice-presidente cobrou uma ação mais intensa do Governo Federal. Rogério comentou que, no momento, o vírus está castigando os maiores centros urbanos, mas ele acredita que em breve os pequenos municípios começarão a ser afetados com a Covid-19.

“O sistema de saúde no Brasil já era deficitário antes da pandemia, mas agora recebe uma carga dessas e a situação tende a piorar. Então, as pessoas que podem devem ajudar. Nós temos que criar condições mais efetivas para atender quem mais precisa nesse momento.”, ressaltou.

Por outro lado, Rogério destacou a necessidade de os gestores dos municípios mostrarem, nessa crise, que são bons gestores. É a hora, segundo ele, de suar a criatividade. “Sem dúvidas, os municípios brasileiros precisam se adequar às novas realidades. Mesmo que isso passe, nunca mais seremos os mesmos.”, afirmou o administrador.

Rogério falou sobre tecnologia e do quanto ela tem ajudado as empresas e pessoas nessa crise. Citou os casos do e-commerce e dos delivery de comidas. Ele reforçou, ainda, a importância de os municípios se atentarem para a gestão profissional. “É hora dos administradores tomarem seus lugares. Administrar é para os administradores e deve ser assim, sempre. Este profissional está preparado para fazer suas atividades com profissionalismo. É preciso aumentar seu reconhecimento nesse processo. “, defendeu.

O vice-presidente teceu comentários sobre o agronegócio que, segundo ele, é um setor imprescindível para economia do país. Apesar de ser uma atividade que não aglomera muitas pessoas, é um segmento que depende de outros ramos para escoar produtos como caminhoneiros e empresas que compram e vendem insumos agrícolas.

Reforçou, ainda, as mudanças nas relações trabalhistas e da figura do administrador hospitalar. “Se o Governo Federal convocasse os administradores para ajudar nesse problemática, para atuar na gestão de riscos, certamente os problemas seriam atenuados, principalmente nas unidade de saúde que caminham  para o colapso.”, sugeriu.

Por fim, Rogério pediu para que os administradores de todo país respeitem as regras da Organização Mundial da Saúde para coibir a proliferação do coronavírus. “Quem puder ficar em casa, fique. Estamos no meio de uma guerra e somos soldados. Precisamos nos unir nessa missão de eliminar a pandemia”, encerrou o vice-presidente do CFA.

A live estará disponível no Instagram do CFA por 24 horas. Depois disso, ela sairá da rede social. Amanhã, a live será com o diretor de Gestão Pública da autarquia, Fábio Macedo. Ele falará sobre os resultados da pesquisa que o CFA fez para aferir o impacto da Covid-19 na sociedade brasileira.

 

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Comunicação CFA