Com a Reforma da Previdência aprovada, governo mira na Administrativa     

Com a Reforma da Previdência aprovada, governo mira na Administrativa    

A área de Recursos Humanos tem se transformado em uma das mais estratégicas das organizações por ter que lidar com questões, antes, não tão relevantes na tomada de decisão dos funcionários em sair ou permanecer no trabalho. Conceitos como o propósito que rege as diretrizes da companhia, por exemplo. Mas e no setor público? Quais são as principais dificuldades?

Na próxima segunda-feira, 28, o ADM Entrevista vai discutir “Os 5 principais desafios da Gestão de Pessoas no setor público”. O convidado é o professor da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e analista do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Thiago Bergmann. 

A discussão vem no momento em que o Governo trabalha a Reforma Administrativa, que pode retirar a garantia de estabilidade dos novos servidores públicos. Nos bastidores de Brasília, já circulam rumores de que haverá radicais mudanças no desempenho e atuação dos trabalhadores da administração federal.

Contudo, o presidente Jair Bolsonaro já afirmou que não pretende mexer no ordenamento jurídico e que direitos adquiridos, como a estabilidade e as remunerações serão respeitados. Também não há previsão de demissões.

O objetivo do governo, segundo o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoas do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, é viabilizar um ambiente estimulante e atrativo para os servidores que “hoje não estão conseguindo entregar os resultados que a população precisa e espera”.

Participe

A entrevista com Thiago Bergmann será no dia 28, às 10h30 da manhã. Os interessados poderão participar, ao vivo, enviando as suas dúvidas para o Whatsapp do CFA no (61) 99926-0731 e pelas redes sociais: @cfaadm, no Instagram, e facebook.com/CFAADM. 

Assessoria de Comunicação CFA 

Fechar Menu