Colaboradores continuarão em suas casas para evitar contágio do coronavírus

Colaboradores continuarão em suas casas para evitar contágio do coronavírus

O Conselho Federal de Administração (CFA) adotou o home office como medida preventiva para evitar o contágio da Covid-19 entre os seus colaboradores. Nesta quinta-feira, 2, a autarquia divulgou a  Portaria CFA nº 27, que estende essa iniciativa até o dia 31 de maio, podendo ser interrompidas em menor prazo ou prorrogadas.

A atitude do CFA leva em consideração o Decreto Distrital no 40.583, de 1o de abril de 2020, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo Coronavírus. Vale lembrar que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta disse, em coletiva no Palácio no Planalto, que é preciso atenção redobrada com o Distrito Federal. Segundo ele, a capital recebe um grande fluxo de pessoas do país e do exterior e tem um sistema de saúde sobrecarregado. 

Produtividade em alta

Os colaboradores foram liberados para fazer suas atividades laborais em casa desde o dia 19 de março. Para manter as rotinas em dia, todos receberam orientações sobre como funciona o home office. Além disso, os processos administrativos do CFA são gerenciados pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), o que facilita a prática do teletrabalho.

Além disso, os coordenadores e colaboradores usam recursos como o Google Drive para organizar documentos e aplicativos como Trello e o Zoom para gerenciar demandas e realizar reuniões virtuais diárias.

Para atendimentos externos, o CFA disponibiliza os contatos da Ouvidoria e do Protocolo.

Ouvidoria – https://cfa.org.br/canal-ouvidoria/

Protocolo – 61-3218-1851