Código de Conduta de Gestão Condominial: uma novidade interessante 

Código de Conduta de Gestão Condominial: uma novidade interessante 

A intenção é divulgar boas práticas do mercado condominial, seja pela busca da qualidade, eficiências e princípios éticos de transparência e valorização da gestão profissional

O Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP) lançou, na última terça-feira (27), o Código de Conduta de Gestão Condominial – que trata dos princípios básicos para os profissionais e empresas administradoras de condomínios. A novidade foi divulgada em primeira mão pela coordenadora do Grupo de Excelência em Administração de Condomínios (GEAC) do regional paulista, Rosely Schwartz, que mediou o webinar com a participação do diretor de Fiscalização e Registro (CFR) do Conselho Federal de Administração (CFA), Carlos Alberto Ferreira Junior, e do administrador Reinaldo Palma. 

No início do seminário virtual, Schwartz, abordou sobre a multidisciplinaridade da área condominial e fez referência ao Código de Ética dos Profissionais de Administração que conta com uma posição generalista. O intuito, segundo ela, “é que o Código de Conduta de Gestão Condominial possa ser ponto de esclarecimento para estabelecer questões do dia a dia e outros assuntos que estejam a contento da prática dos condomínios”. 

“Espero que esse Código realmente nos auxilie a melhorar muito a qualidade dos serviços, eficiência e transparência dos trabalhos desenvolvidos, relacionados à área de gestão condominial”. 

Questionado pela moderadora do webinar sobre a avaliação do CFA em relação ao lançamento do Código de Conduta, o diretor da CFR ressaltou a importância do documento, e garantiu apoio do Sistema CFA/CRAs na divulgação do manual e na fiscalização desse importante segmento empresarial.  

“O mercado necessita de referências para saber quem contratar, e essas exigências do trabalho na prática estarão neste documento chancelado pelo Sistema CFA/CRAs. Com o Código de Conduta de Gestão Condominial – será possível identificar os bons profissionais daqueles que tentam atuar de forma ilegal – sem o registro em CRA – na gestão de condomínios”, disse Carlos Alberto.

O que vai ao encontro com o pensamento do administrador e especialista na área, Reinaldo Palma. Para ele, a falta de transparência na gestão amadora gera dúvidas e muitas vezes não se atenta à honestidade profissional. “Vejo o lançamento deste Código de Conduta como uma mudança no cenário da gestão de condomínios. A questão da ética é o principal ponto do Código. Ela precisa ser cultivada, porque ninguém nasce com esse carimbo, e o documento deixa isso muito claro – de como os profissionais devem agir”, concluiu.

A publicação está disponível para leitura e pode ser acessada a qualquer momento por meio do site do CRA-SP. (Para ler, clique aqui)

Gestão Condominial

Desde o último ano (2019), o CFA vem enfatizando a importância do registro das administradoras de condomínios em CRA, já que  a prestação desses serviços envolve, essencialmente, atividades voltadas à Administração. 

A campanha “Gestão Condominial” idealizada e executada pelo Sistema CFA/CRAs, objetiva, entre outros pontos, a conscientização do público e dos envolvidos –  ressaltando a responsabilidade sobre os serviços prestados perante a sociedade, além de demonstrar que a atuação clandestina põe em risco o patrimônio do condômino.


Paulo Melo

Assessoria  de Comunicação CFA