CFA e FGV certificam profissional de administração

CFA e FGV certificam profissional de administração

O administrador Thiago Sodré, registrado no Conselho Regional de Administração da Bahia (CRA-BA), acaba de ser certificado no Programa de Certificação Profissional em Administração do Sistema CFA/CRAs . Ele é o primeiro profissional a obter o selo – na área de recursos humanos – neste novo formato do projeto, agora com a parceria da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Para Sodré, a atualização agrega valor ao currículo profissional. “as certificações são importantes para incrementar o currículo na empresa, além de ter um diferencial dos demais profissionais, obtendo uma certificação emitida por um órgão de classe de suma importância”, afirma o administrador.

O novo formato do Programa acontece por meio da aplicação de prova.  A intenção é distinguir habilidades e competências dos profissionais registrados em Conselhos Regionais de Administração.  “Esta fase está mais focada no mercado. Estamos centrando o diálogo com os empregadores. Eles são os nossos stakholders principais. Então, se eles comprarem a ideia, os profissionais de administração certificados certamente vão sentir a diferença de terem esse símbolo, chancelado por duas instituições importantes do país: CFA e FGV“, explica o diretor de Formação Profissional do CFA, Mauro Kreuz.

Para o presidente do CFA, Wagner Siqueira, essa parceria entre as instituições quem ganha é o administrador.  “Isso agrega valor à nossa certificação e ela passa a ser um distintivo importante para os profissionais de Administração. O CFA fez um gol de placa ao se associar a FGV nesse programa tão ambicioso e importante”, disse o líder da autarquia.

 

A prova – Elaborada e aplicada pela FGV, a prova tem questões objetivas com diferentes níveis de complexidade. A proposta é avaliar se o candidato à certificação tem conhecimento e compreensão (básico), saber aplicar e analisar esse conhecimento (intermediário), e se é capaz de fazer sínteses e avaliações (avançado).

 

A FGV possui um banco de questões que estará sempre em expansão. A prova é composta com 45 itens, todas de múltipla escolha. Elas são elaboradas por professores renomados, sendo que a maioria é autor dos livros a serem indicados na bibliografia recomendada para os candidatos. Sobre as obras, elas foram selecionadas levando-se em consideração fatores como referência, editoras reconhecidas, se contempla diversos autores e se são fáceis de serem encontradas.

 

Inscrições – O interessado em obter a certificação deverá acessar o site e realizar a inscrição observando os requisitos estabelecidos no Edital e no Regulamento da Certificação. As inscrições podem ser feitas no sitewww.certificacao.cfa.org.br. As provas serão aplicadas em polos/unidades da FGV espalhadas por todo o país.

 

Confira, abaixo, a entrevista completa com o administrador Thiago Sodré sobre a nova etapa da certificação:

CFA: Porque você procurou a certificação?  

Thiago Sodré: O principal motivo foi à ideia de atualização sobre algum tema da Administração, o segundo motivo foi agregar valor ao meu curriculum profissional. Em relação à área, eu esperava que o edital abrisse certificação para Administração/Gestão Pública, área que inclusive possuo especialização stricto sensu, como não houve disponibilização da minha área de referência, optei por Recursos Humanos, por estar alinhada ao meu TCC da graduação em Administração na Universidade do Estado da Bahia – UNEB.

A avaliação contemplou o conteúdo da sua área de atuação?

Na realidade nunca atuei diretamente com Recursos Humanos e Seleção de Pessoas, porém, de acordo com o edital a avaliação foi bastante coerente, não observei nenhuma questão da prova que destoasse do espectro contido no edital, evidentemente que alguns temas foram mais contemplados do que outros, contudo, ressalto que a avaliação foi elaborada com fidelidade ao edital, contemplando o conteúdo moderno e crítico da área de RH. Ressalto ainda, que a bibliografia contida no conteúdo programático contribuiu bastante para a aprovação na certificação, principalmente as referências do emérito professor e autor Idalberto Chiavenato, por seus livros com conteúdo e questões que abordam com profundidade e abrangência os conteúdos da área de Administração e RH.

A capacitação está alinhada com o que acontece no mercado de trabalho?

Apesar de que eu não atuo diretamente na área de RH, percebo que há sim um nítido alinhamento. Várias questões da prova abordavam temas que foram possíveis de fazer uma analogia com o RH da empresa a qual trabalho desde 2012 e com o conteúdo teórico estudado, ou seja, as  questões elaboradas pela FGV tinham relação direta com teoria e prática, desde pequenas empresas a grandes corporações. Desta forma, avalio que a capacitação está alinhada com as demandas e problemas atuais do mercado de trabalho.

4 – O que se espera a partir de agora?

Estou aguardando a entrega do certificado em meio físico e digital para lançamento no meu currículo de empregado e  no curriculum Lattes, também na rede social LinkedIn e inclusive em cartão profissional de visita. Por fim, acredito que a certificação em si já demonstra uma distinção, tendo em vista o portador possuir um certificado emitido pelo respeitado CFA e com provas elaboradas pela reconhecida FGV, além disso, o administrador poderá lançar em suas redes sociais, curriculum (interno ou externo) e ampliar o seu network, por essas razões percebo que de fato abrirão novas possibilidades de empregabilidade e certamente um diferencial competitivo no mercado.

 

 

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu