You are currently viewing CFA defende educação de qualidade na área da Ciência da Administração

CFA defende educação de qualidade na área da Ciência da Administração

Promover e fomentar o ensino de qualidade sempre foi uma das preocupações do Conselho Federal de Administração (CFA). Motivos não faltam para isso: de acordo com os dados do Censo da Educação Superior 2020 do Ministério da Educação, o curso de bacharelado em Administração é um dos maiores do Brasil com 626.813 alunos matriculados. Atualmente, ele ocupa o terceiro lugar no ranking, mas se for colocar na balança todos os Cursos Superiores de Tecnologia em Gestão, a área é a que concentra o maior número de estudantes nesse nível de educação.

Além disso, dos 19.584 cursos de graduação superior com oferta de bolsas no Programa Universidade para Todos (Prouni) em 2022, o de bacharelado em Administração ocupou o quinto lugar.

Para o presidente do CFA, Adm. Mauro Kreuz, os cursos na área da Administração são, historicamente, os mais procurados. Isso, segundo ele, demonstra que trata-se de uma área atrativa e importante. “Por ser um curso generalista, a Administração atrai cada vez mais estudantes”, explica.

Um dos fatores que atraem muitos estudantes para o curso de Administração é que a carreira oferece muitas oportunidades. Segundo levantamento feito em 2018 pela Exame, a Administração está entre as 10 áreas com maior empregabilidade no Brasil. Segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, de cada dez demandas de trabalho, sete são da área da Administração.

Mauro ressalta, contudo, que muitas vagas não são preenchidas. “Tem muitos candidatos, mas eles não apresentam as competências profissionais em administração que o mercado requer”, alerta.

Educação e o compromisso do CFA com os ODS

O quarto objetivo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS) quer, até 2030, assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. E um dos compromissos da agenda é “aumentar substancialmente o número de jovens e adultos que tenham habilidades relevantes, inclusive competências técnicas e profissionais, para emprego, trabalho decente e empreendedorismo.”.

Ciente disso, o CFA tem atuado para elevar o nível do ensino da Ciência da Administração em todo o país. O presidente do CFA comenta que, apesar de ser a área com maior procura e maior oferta de vagas no ensino superior, na média, a qualidade desses cursos é baixa. “Existem ilhas de excelência, que servem de exemplo, mas são poucas. Na média, a qualidade formativa dos egressos é preocupante”, ressalta o presidente.

Para restaurar esse gap, o CFA foi um dos protagonistas da comissão que definiu as novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração. O  Parecer CNE/CES nº 438/2020 foi homologado pelo Ministério da Educação e publicado no Diário Oficial da União no dia 13 de outubro de 2021 e, desde então, as instituições de ensino superior trabalham para se adaptarem à nova realidade.

De acordo com Mauro, as DCNs inauguram uma nova fase para o ensino e aprendizagem em Administração.

“São diretrizes que vem ao encontro do mundo do trabalho, focadas fortemente em desenvolver sólidas competências em Administração e rever, de forma radical, essa lógica pedagógica ultrapassada que ainda ancoram os cursos de Administração, pelo menos em sua grande maioria”, defendeu.

Para divulgar as novas DCNs, o CFA tem promovido palestras e lives com o tema. Além disso, a autarquia lançará  a publicação digital “Diretrizes Curriculares Comentadas”, material que será enviado para gestores de IES e coordenadores dos cursos de Administração de todo o país. 

Formação complementar

Outra iniciativa do CFA que vai de encontro com o quarto objetivo dos ODS é a Academia Corporativa da Administração (ACAdm). Trata-se de uma plataforma de ensino a distância voltada para capacitar os profissionais de Administração adimplentes e estudantes com registro em CRA.

A ideia é oferecer soluções de educação continuada e fortalecer a ciência da Administração, valorizando as competências profissionais, a sustentabilidade das organizações e o desenvolvimento do país. Os cursos são gratuitos e com certificados. 

Atualmente, a plataforma dispõe de formações em todas as áreas da Administração como Marketing, Recursos Humanos, Logística, Finanças, entre outros. Recentemente, a ACAdm ganhou novos cursos: são mais de 200 formações em diversas áreas da ciência da Administração elaboradas pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Para ter acesso ao material, é necessário fazer um cadastro em acadm.cfa.org.br. Com o registro em CRA validado e em dia com a anuidade, o acesso é liberado, em seguida, é só aproveitar os cursos da plataforma.

Clube de Vantagens dos Profissionais de Administração

Além da ACAdm, o CFA oferece aos profissionais de Administração um Clube de Vantagens. Entre os benefícios dessa iniciativa estão descontos em cursos de graduação, pós-graduação, cursos de línguas estrangeiras e programas de intercâmbio.

Por meio do Clube de Vantagens, profissionais de Administração de todo o país têm a oportunidade de estudar em renomadas instituições de ensino, algumas delas internacionais. Entre os parceiros que o Clube tem na área da educação estão a Must University, Universidade Fernando Pessoa, More MBA, Faculdade Unyleya, S.S. Jain Subodh Commerce and Arts College, World Opportunity, STB e Challenge Intercâmbio, entre outros.

A lista completa com todos os parceiros está disponível no site (clique aqui).

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Comunicação CFA