You are currently viewing <strong>CFA convida profissionais de Administração para a campanha do Laço Branco</strong>

CFA convida profissionais de Administração para a campanha do Laço Branco

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 70% das mulheres sofrem algum tipo de violência de gênero ao longo da vida. No ranking mundial de violência contra a mulher, o Brasil está em quinto lugar, atrás somente de El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia. A situação é tão grave que inspirou a criação do Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, que é celebrada hoje, 6 de dezembro.

O objetivo da data é envolver os homens na defesa das mulheres e na luta por equidade de gênero. Ela faz alusão ao movimento “Laço Branco”, que reuniu homens em prol da defesa das mulheres, no Canadá, desde 1991. No Brasil, a data foi oficialmente instituída pela lei nº 11.489 de 2007 e desde então, vários setores da sociedade passaram a aderir a campanha do Laço Branco, entre eles o Sistema Conselhos Federal e Regionais de Administração (CFA/CRAs).

Para a diretora de Formação Profissional no CFA e coordenadora da Comissão ADM Mulher, Admª Cláudia Stadtlober, o gesto do CFA é muito importante.

“Essa atitude estimula os homens a apoiarem o fim da violência contra as mulheres. É ter o entendimento que isso ainda é um grande mal da nossa sociedade e precisamos com ações como essas chamar a atenção para problemática, bem como banir a sociedade desse tipo de atitude e problema.”, afirmou.

O presidente do CFA, Adm. Mauro Kreuz, ratifica o compromisso da autarquia em promover a equidade de gênero e lembrou que a violência contra a mulher é um problema de toda a sociedade.

“Como gestores e líderes, temos o dever de construir uma sociedade onde homens e mulheres sejam livres e iguais em dignidade e em direitos”, disse.

A campanha  recebeu a acolhida do diretor de Administração e Finanças do CFA, Adm. Rogério Cristino. Ele apresentou a ideia da campanha para a autarquia a fim de ampliar a iniciativa para todo o País.

“Sugiro ao CFA convocar os colegas dos CRAs de cada estado da federação a apoiar a campanha do ‘Laço Branco’, ampliando tão importante iniciativa. Vale reforçar ainda o engajamento dos nobres conselheiros, que será de grande relevância para o fortalecimento dessa causa”, declarou.

Sobre a data

Esta data (6 de dezembro) remete a um evento trágico ocorrido em 1989 no Canadá, quando um rapaz invadiu a sala de aula de uma escola politécnica em Montreal e assassinou 14 mulheres. A motivação do crime: o jovem não suportava a ideia de ver mulheres estudando Engenharia, curso tradicionalmente direcionado ao público masculino.

A campanha do Laço Branco, que se espalhou por diversos países, é resultado da sensibilização de homens canadenses pelo fim da violência de gênero. O laço e a cor simbolizam o compromisso de não cometer um ato violento contra as mulheres e de não fechar os olhos frente a essa violência.

 

Ana Graciele Gonçalves

Assessoria de Comunicação CFA