You are currently viewing Centro de governo sob a ótica da Ciência da Administração

Centro de governo sob a ótica da Ciência da Administração

O presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Adm. Mauro Kreuz, esteve hoje, 11, no 6º Fórum Nacional de Controle. O evento, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), trouxe como tema as “Novas Perspectivas da Governança Aplicada ao Controle”.

Mauro participou do painel “Centro de Governo e acessão do Brasil a OCDE”. O debate teve, ainda, a participação de outras autoridades: Augusto Nardes – ministro do TCU e coordenador do evento; Leonardo Albernaz – secretário-Geral de Controle Externo do TCU; Bruno Grossi  – Secretário Especial de Relações Governamentais da Casa Civil da Presidência da República; Mariano Lafuente – Especialista em Modernização do estado do Banco Interamericano de Desenvolvimento; e Edilberto Fontes – Presidente do Instituto Rui Barbosa.

Coube ao presidente do CFA falar sobre o do centro de governo sob a ótica da Ciência da Administração. Aliás, ele agradeceu o convite para participar do Fórum. “Com este convite, o senhor fez um verdadeiro tributo à Administração. Sinto que, finalmente o Brasil começa a usar a Ciência da Administração para o bem da nação brasileira”, disse.

Ele ressaltou, ainda, que não há vacina para a corrupção. Contudo, para a má gestão o remédio mais eficaz é a Ciência da Administração. “Se nós, na governança pública, usarmos esta ciência de forma plena e efetiva, certamente nós teremos uma governança melhor e entregas sociais mais efetivas”, afirmou Mauro.

Outro ponto destacado foi a necessidade de o Brasil ter um plano estratégico de nação, assunto que Mauro aborda há muito anos. “Nós precisamos conceber um projeto estratégico de curto, médio e longo prazo. Do contrário, vamos continuar vivendo muito acidentalmente e desperdiçando o tempo e energia.”, completou.

Durante sua apresentação, Mauro falou do Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA). Segundo ele, o IGM tem ajudado muitos municípios, pois contém dados científicos que ajudam a melhorar a governança nos municípios. Por outro lado, o administrador lamentou o fato de muitos prefeitos ainda terem má vontade política para conhecer o estudo feito pelo CFA e aplicá-lo em seus programas municipais.

Além de falar sobre centro de governo do ponto de vista da Administração, Mauro discursou sobre a indução à tomada de decisão baseadas em evidências que, para ele, é uma das competências centrais de um centro de governo e consiste em parte integrante e necessária da alocação profícua dos recursos públicos. Mauro debateu, também, sobre os quais arranjos institucionais e operacionais deveriam estar presentes  para que as políticas públicas ocorram em ambiente administrativo salutar e responsável, de forma a evitar voluntarismos ou aventuras opinativas.

O 6º Fórum Nacional de Controle aconteceu na sede do TCU, em Brasília. O evento foi híbrido e contou com público presencial e mais de mil pessoas acompanhando as discussões por meio do canal do TCU no Youtube.

Durante o evento também foi discutido o fato de o TCU assumir a presidência da Organização Internacional das Entidades Fiscalizadoras Superiores (Intosai), por três anos, a partir de novembro deste ano. Ainda no centro das perspectivas estão as novidades trazidas ao contexto da governança pela nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e pela inclusão do tema Governança na nova Lei de Licitações. 

Clique aqui e confira, na íntegra, o painel que contou com a participação do presidente do CFA, Adm. Mauro Kreuz.