Administradores atuam em cerca de 40% das MPE’s do Brasil

Administradores atuam em cerca de 40% das MPE’s do Brasil

Os administradores atuam hoje em cerca de 40% das micro e pequenas empresas espalhadas pelo Brasil. O dado foi apresentado pela administradora Sueli Cristina Rodrigues de Moraes, coordenadora de Formação Profissional do Conselho Federal de Administração (CFA), durante a aula inaugural do Programa de Capacitação e de Formação de Multiplicadores de Conhecimento em MPEs, que aconteceu no Conselho Regional de Administração do Espírito Santo, no último sábado (24).

A administradora destacou, ainda, que em um cenário de potencial crescimento das micro e pequenas empresas (MPE’s) torna-se cada vez mais necessário ter no mercado profissionais da administração aptos para atuarem como consultores. Este, inclusive, foi o objetivo do CFA ao oferecer o curso, segundo explicações de Sueli Cristina.

De acordo com ela, a capacitação também tem um peso de relevância para a sociedade, afinal, “há um número muito alto de mortalidade de empresas. Ter, portanto, um administrador capacitado poderá contribuir para redução desse índice”, completou acrescentando que o objetivo do CFA também é o de apresentar o impacto da intervenção do administrador nas micro e pequenas empresas. “O CFA tem desenvolvido um estudo para justificar a relevância dessa ação para o Governo Federal”.

O CRA-ES faz parte da quarta fase de implantação do programa, que acontece em todo o Brasil, desde 2015. As aulas serão ministradas pela equipe da Fundação Instituto de Administração (FIA), da Universidade de São Paulo, e tem como objetivo preparar gratuitamente Administradores para atuarem como consultores em micro e pequenas empresas, disseminando conhecimentos e boas práticas de gestão. A capacitação vai conferir aos alunos um título acadêmico após 120 horas de estudo teórico e prático.

Após as orientações de Sueli Cristina, o professor Alfredo Castro foi convidado a começar a ministrar o primeiro conteúdo. Ele, que atua como professor há mais de 40 anos e há sete é docente no programa de MBA dos Estados Unidos, destacou a importância do administrador ter uma visão sistêmica.

Entre as suas recomendações, pontuou a relevância de voltar os olhos para as práticas de consultoria e gestão praticadas na Ásia. Entre as sugestões para aprendizagem, está o case Jack Ma. Ele é um empresário, investidor e filantropo chinês. Co-fundador e presidente executivo da Alibaba Group, um conglomerado de tecnologia multinacional. “A filosofia 30, 30, 30 nos faz pensar e repensar importantes conceitos”, disse.

A abertura oficial para as aulas do Programa de Capacitação e de Formação de Multiplicadores de Conhecimento em MPEs contou com presença do gerente da Unidade de Políticas Públicas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), Adm. Ivair Segheto. Além dele, o presidente da Federação das Associações de Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Empreendedores Individuais do Espírito Santo (Femicro-ES), José Vargas.

Também estiveram presente o conselheiro federal na representação do CRA-ES, o administrador Hércules Falcão; e o diretor da Unidade de Fiscalização e Registro do CRA-ES, o conselheiro Robson Brandão Neves, que deram suas palavras de boas-vindas, agradecimento e incentivo aos alunos e representantes presentes.

Fonte: CRA-ES

Fechar Menu