A urgência da mudança na lógica pedagógica

A urgência da mudança na lógica pedagógica

O Sistema Conselhos Federal e Regionais de Administração marcou presença no 30º Congresso Estadual de Gestão de Pessoas. O evento realizado no Centro de Convenções de Vitória, no Espírito Santo, nos dias 11 e 12, teve como tema central “Inteligência Artificial e Criativa: novos tempos, novos desafios”.

Ao lado de representantes da Wine, Sesi/Senai e da Suzano, o presidente do Conselho Federal de Administração, Mauro Kreuz, conduziu os debates em torno do painel que questiona “Como estamos construindo o futuro em nossas organizações?”. E reuniu profissionais do segmento público, privado e educacional.

 

Segundo Mauro Kreuz, a partir das diferentes óticas, a do mercado e a da academia, ficou clara a necessidade de repaginar as capacidades profissionais no âmbito dos Recursos Humanos, em todas as áreas, mas principalmente na administração. “Sendo assim, também é preciso mudar a lógica pedagógica vigente para formar profissionais com novas habilidades. Eu enfatizei muito que precisamos ter capacidades profissionais não robotizáveis e elas exigem autonomia intelectual, metodológica e conceitual”, afirmou.     

Além de palestras e painéis sobre tecnologia aliada à gestão de pessoas, o evento reuniu expositores em dois dias de networking. No estande do Conselho Regional de Administração do Espírito Santo informações sobre produtos e serviços. “Um espaço de oportunidade para os profissionais da administração”, segundo o superintendente do CRA-ES, Pedro Premôli.

O Congresso Estadual de Gestão de Pessoas reuniu cerca de 800 participantes, entre profissionais da Administração ligados à área de Recursos Humanos e estudantes. O objetivo foi o de manter o mercado atualizado com as tendências e práticas eficientes na área de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Humano, adotadas em âmbito nacional e internacional.

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu