A retomada da Geração de Empregos pelo próximo presidente do Brasil

A retomada da Geração de Empregos pelo próximo presidente do Brasil

Apesar de o desemprego ter recuado para 12,3% em julho, no Brasil ainda existem 12,9 milhões de pessoas desempregadas, segundo o IBGE. A taxa de desalento é recorde e atinge 4,8 milhões de brasileiros, crescendo 17,8% em 1 ano. A de força de trabalho subutilizada ficou em 24,6%, o que significa que falta trabalho para 27,6 milhões de brasileiros.

Os números traduzem o tamanho do desafio do presidente eleito para o mandado dos próximos quatro anos. Na segunda semana de discussões sobre as propostas apresentadas à sociedade pelos presidenciáveis, o tema foi Geração de Empregos.

Bianor Scelza Cavalcanti, presidente da International Association of Schools and Institutes of Administration e diretor Internacional da FGV e Elizabeth da Costa Bastos, mestre em Administração e Desenvolvimento Empresarial foram os convidados do CFA para falar sobre o assunto.

Segundo Cavalcanti, é preciso coordenar políticas públicas que favoreçam a geração de postos de trabalho. “Para gerar empregos se faz necessário estar muito de bem com o mercado, com as condições básicas em termos de ‘ambiente de negócio’, explicou.

Já Elizabeth focou na formação e integração. “Eu não vejo essa política de geração de empregos dissociada das demais políticas que são importantes pra sociedade e acho que todos nós aqui somos unânimes nisso”, afirmou.

Como especialista, o jornal O Dia trouxe o professor de Economia da Uerj, Bruno Leonardo Barth Sobral, e para mediar o encontro, editor de economia, Max Leone.

“É preciso chamar a atenção para o fato de que a oferta de mão de obra qualificada sem a demanda não adianta. Então, claro que a qualificação é importante, mas o desafio é estar concatenada com a necessidade do mercado senão ela fica com um conhecimento técnico parado, sem ter onde aplicar”, disse Sobral.

O projeto é uma parceria do CFA e o jornal O Dia, com o apoio do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), para qualificar as discussões da corrida presidencial de 2018.

Todos os debates estão sendo transmitidos ao vivo pelas redes sociais das duas instituições e você pode participar enviando as suas perguntas:

CFA

– cfaplay.org;

– Instagram: @Cfaadm;

– Facebook: @CFAADM.

 

O Dia

– Facebook: @odiajornal.

– www.youtube.com/TVODia

 

CRA-RJ

– cra-rj.tv.br;

– Instagram: @cra_rj;

– Facebook: @crariodejaneiro.

Se você perdeu algum debate, assista na íntegra em CFAPlay.org.br.

Assessoria de Comunicação CFA

Fechar Menu